Anvisa autoriza testes de soro do Butantan contra a COVID-19 em humanos

© Folhapress / Sandro Pereira

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, nesta terça-feira (25), o início dos testes em seres humanos do soro contra a COVID-19 desenvolvido pelo Instituto Butantan.

O instituto aguardava a liberação desde o final de março, quando o pedido foi feito à agência.

Após a aprovação, o Butantan informou que a nova etapa de testes deverá começar já na próxima semana.

O objetivo do soro, produzido a partir de plasma de cavalos, é amenizar os sintomas da doença em pessoas contaminadas pelo novo coronavírus. De acordo com os estudos já realizados pelo instituto, a substância não é capaz de curar nem de prevenir a infecção.

Em março, o Butantan afirmou que os testes serão feitos, inicialmente, com pacientes que foram submetidos a transplante de rim, no Hospital do Rim, e com pessoas com comorbidades, no Hospital das Clínicas.

Dimas Covas, diretor-geral do Instituto Butantan
© FOLHAPRESS / ANTONIO MOLINA / ZIMEL PRESS Dimas Covas, diretor-geral do Instituto Butantan

A autorização permitirá que o soro seja aplicado em pessoas infectadas com a COVID-19 para que os profissionais do instituto consigam identificar a dosagem ideal a ser aplicada. O Butantan já tem 3 mil frascos prontos para iniciar os testes.

Para desenvolver o soro, os técnicos inseriram o vírus inativo nos cavalos.

Segundo o Butantan, a prática não provoca danos ao organismo dos animais, pois não permite a multiplicação viral, mas estimula a produção de anticorpos, vitais para o soro posteriormente criado em laboratório.

Fonte: Sputnik Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui