“Bolsonaro discursa, sua base parlamentar age”, diz Éden Valadares sobre votação da Reforma Eleitoral

Foto Divulgação

Para o presidente do PT Bahia, Câmara dos Deputados pode aprovar ‘desmantelo’ da democracia brasileira

O presidente do PT Bahia, Éden Valadares, afirmou que enquanto o presidente Jair Bolsonaro continua ameaçando as instituições democráticas, sendo, por isto, inclusive, alvo do terceiro inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), a Câmara dos Deputados avança contra a democracia no país com a votação da Reforma Eleitoral que tem, entre as suas pautas, graves retrocessos.

“É possível falar em desconstrução, desmonte ou desmantelo se olharmos atentamente para a pauta de ontem ou para as posições do presidente da Casa, Arthur Lira. Sobre o retrocesso do tal voto impresso, o deputado falou em ‘auditagem mais transparente’, em um claro sinal verde para a estapafúrdia tese de que as eleições no Brasil não são seguras”, afirmou.

O presidente do PT Bahia destacou ainda que, sobre a pauta de quarta-feira, 04, Lira convocou para o final da noite, às 22h, a sessão da comissão que deliberaria sobre o Distritão, dentre outros retrocessos, a exemplo do semipresidencialismo ou do declínio das cotas de gênero e raciais. “Sim, PEC para estabelecer um novo modelo político-eleitoral no país para ser votada quase na madrugada e sem consulta popular, sem ouvir a sociedade, sem plebiscito, nada”, ressaltou.

Para Éden, o campo democrático e popular deve ficar mais vigilante, mobilizado e ampliar sua capacidade de resistência frente aos retrocessos que estão na mira da Câmara. “Enquanto Bolsonaro discursa sobre a destruição da democracia, sua base parlamentar age. É preciso estar atento e forte”.

A sessão da Comissão Especial de Mudanças Eleitorais que apreciará a PEC 125/11 não foi cancelada; foi adiada para esta quinta-feira, 05.