Bombeiros e policiais militares trabalham na assistência às vítimas da chuva

Foto: Reprodução/CBMBA

Integrantes do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) e de outros estados permanecem empenhados nas operações de atendimento às vítimas das chuvas, nos 116 municípios baianos em situação de emergência. Nesta quarta-feira (29), a força-tarefa aguarda o reforço enviado pelo Distrito Federal, Piauí e Rio de Janeiro. O trabalho também inclui a participação de voluntários civis.

Dentre as ações da manhã desta quarta (29), no gabinete de crise de Ilhéus, militares abasteceram um caminhão para levar doações à cidade de Ibicaraí. Um barco também foi levado para, se necessário, realizar o transporte até as pessoas em estado de vulnerabilidade. Serão distribuídos na cidade 120 cestas básicas, 1 mil litros de água e 100 kits de limpeza.

Os militares estão atuando com foco no resgate de pessoas ilhadas, de enfermos que necessitam de atendimento médico e no reestabelecimento de acesso a comunidades ilhadas. Vinte e uma pessoas morreram até o momento. Os óbitos ocorreram em Amargosa (2), Itaberaba (2), Itamaraju (4), Jucuruçu (3), Macarani (1), Prado (2), Ruy Barbosa (1), Itapetinga (1), Ilhéus (2), Aurelino Leal (1) e Itabuna (2).

A operação atua com o apoio de nove aeronaves (do Estado da Bahia e de outras unidades da Federação) e pelo menos 24 veículos, da Bahia e de outros estados. Até o começo da tarde desta quarta (29), 34.163 pessoas estavam desabrigadas e 42.929 pessoas desalojadas, com um total de 471.786 afetados.

Resgates no oeste

Um jovem de 18 anos com necessidades especiais foi resgatado por bombeiros militares do 17º Grupamento (GBM/Barreiras) após toda a família ficar ilhada no Povoado de Ouriçangas, na zona rural de Angical, no oeste da Bahia. As fortes chuvas provocaram a inundação de estradas e a danificação da ponte sobre a BA-465, impossibilitando que deixassem o local. As equipes precisaram utilizar um barco para retirar as vítimas.

A família reside na cidade de Luís Eduardo Magalhães e passava o período festivo na casa de parentes quando foi surpreendida pela enchente. Após o salvamento, eles foram deixados aos cuidados de um abrigo montado pela prefeitura no centro do município.

Na mesma região, a guarnição do 17º GBM foi responsável pelo resgate de uma idosa ilhada na localidade conhecida como São Joaquim. Ela precisou ser socorrida em uma maca e levada para atendimento médico em uma ambulância. “Essas pessoas estavam na zona rural quando a barragem de Ouriçangas excedeu o volume da água. Com isso, pontes caíram e as estradas que ligam a cidade de Angical foram destruídas, deixando esses moradores ilhados. Nós fomos aos locais e fizemos esses resgates”, detalhou a subcomandante da unidade, major Reijane Dantas dos Santos Martins.

Em Barreiras, a unidade realizou o resgate de 37 pessoas nas localidades de Barreiras Norte, Surupita e Morada da Lua de Baixo.

Distribuição de mantimentos

Na cidade de Itapetinga, policiais militares voluntários estão envolvidos na produção de marmitas para serem distribuídas entre famílias atingidas pelas enchentes. Nos últimos dois dias foram entregues 140 quentinhas, e a previsão para esta quarta-feira (29) é que outras 250 unidades sejam preparadas e distribuídas.

Na noite de terça (28), o comandante da 8ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), major Vandilson Araújo, também enviou mantimentos arrecadados em Itapetinga para distribuição em Itambé e Itororó. Ao todo foram entregues 274 cestas básicas, água, leite e ovos. A ação contou com a mobilização e doação de policiais militares e de sócios do Clube de Tiros CETTOP.

Segundo o major Vandilson, outras ações como monitoramento e sinalização das estradas, resgates e acolhimento das pessoas ilhadas estão sendo realizadas em conjunto com instituições do Estado agrupadas no gabinete de crise de Itapetinga.

“Estamos fazendo arrecadação de cestas básicas para fazer doações através da campanha ‘Força Solidária’ da Polícia Militar, e os nossos militares estão preparando refeições para os desabrigados”, explicou o comandante da 8ª CIPM, acrescentando que as doações podem ser entregues nas companhias de Polícia Militar de todas as cidades baianas.

Fonte: Portal GOV BA