Brasileiro vai trabalhar até 29 de maio apenas para pagar tributos, segundo IBPT

Foto: Reprodução DW

Considerando o rendimento médio da população, serão 149 dias trabalhados para pagar tributos

De acordo com o “Estudo sobre os dias trabalhados para pagar tributos” feito pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), os brasileiros terão que trabalhar 149 dias em 2022, ou seja, até o dia 29 de maio, somente para pagar os impostos, taxas e contribuições exigidas pelos governos federal, estadual e municipal. Com isso, é possível concluir que o valor pago em impostos representa 40,82% do rendimento médio brasileiro, que de acordo com o IBGE foi de R$ 2.789,00 em 2021.

Se considerarmos a faixa de renda da população, aqueles com rendimento mensal de até R$ 3.000,00 terão que trabalhar 141 dias para pagar impostos, ou seja, até o dia 21 de maio. Já os que ganham entre R$ 3.000,00 e R$ 10.000,00 trabalharão até o dia 6 de junho, totalizando 157 dias, enquanto os com rendimento mensal acima dos R$ 10.000,00 vão trabalhar 150 dias, até o dia 30 de maio.

Na tabela a seguir é possível visualizar de forma detalhada as faixas de rendimento mensal e os tipos de tributos:

A alta carga tributária segue impactando a rotina dos brasileiros, mantendo um alto patamar nos últimos anos, como comenta o presidente executivo do IBPT, Dr. João Eloi Olenike. “O estudo foi feito considerando o período de base entre maio de 2021 e abril de 2022. Neste período, por conta do isolamento social necessário para o combater o coronavírus, houve uma retração na produção e circulação de riquezas do país, o que justifica o número de dias trabalhados ser o mesmo do estudo anterior (2021). A quantidade de dias trabalhados para pagar impostos segue estagnada nesse alto patamar nos últimos dois anos”, ressaltou.

A edição de 2006 deste estudo serviu como base para a criação do Dia Nacional de Respeito ao Contribuinte, celebrado no dia 25 de maio. A data, sancionada em 2010, tem o objetivo de propor uma reflexão sobre qual é o papel do cidadão contribuinte para o funcionamento da sociedade.

Entre os anos de 2003 e 2022, salvo exceções, houve um crescimento percentual do valor dispendido pelos contribuintes para pagar a tributação sobre rendimentos, consumo, patrimônio e outros. Já em relação ao crescimento dos dias trabalhados, no período entre os anos de 1986 e 2022, houve um aumento quase que constante. Na tabela abaixo é possível visualizar esse crescimento ao longo dos anos:

Sobre o IBPT

O Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) foi fundado em 1992, com o objetivo inicial de congregar estudiosos das ciências jurídica, contábil, social e econômica para debater sobre temas relacionados ao planejamento tributário. Desde sua fundação, o IBPT se dedica ao estudo do complexo sistema tributário no país, sendo reconhecido pela adoção de uma linguagem clara e precisa à sociedade sobre a realidade tributária brasileira. O IBPT também lançou bases e fundamentos para viabilizar a lógica da transparência fiscal, promovendo conscientização tributária.

Pioneiro na criação de estratégias de mercado para empresas e entidades setoriais a partir da análise de dados fiscais, públicos e abertos, o IBPT mantém investimentos contínuos em tecnologia e na capacitação de sua equipe para viabilizar pesquisas, estudos e serviços, possuindo o maior banco de dados privado com informações tributárias e empresariais.