Castro Alves: prefeitura mantém contrato ilegal com empresa em dissolução e fere Lei Federal

Em um flagrante desrespeito ao artigo 78 inciso X da Lei de Licitações (Lei Federal 8666/93), a prefeitura de Castro Alves, situada a cerca de 190 quilômetros de Salvador mantém um contrato com a empresa GFMC Construções LTDA ME no valor de R$ 3,9 milhões para prestação de serviços no município a serem pagos com verbas do FNDE.

A ilegalidade está no fato de que a referida empresa está em processo de dissolução através de uma ação movida por dois de seus sócios e que tramita na 2ª Vara Empresarial da Justiça em Salvador onde a empresa tem sua sede. De acordo com o inciso X da Lei de Licitações, o processo de dissolução faz com que o contrato firmado seja imediatamente rescindido.

De acordo com informações, o cancelamento do contrato da GFMC com a prefeitura de Castro Alves já foi solicitado ao Ministério Público, mas até o momento nenhuma providência foi adotada pela administração municipal e a empresa continua executando os serviços com base em constantes aditivos e contratos emergenciais.

A reportagem entrou em contato com o Ministério Público em Castro Alves mas a promotora Telma Leal de Oliveira não foi encontrada para dar maiores informações sobre o andamento da ação que pede a suspensão do contrato firmado entre a prefeitura de Castro Alves e a GFMC. Um funcionário do MP explicou que a promotora, que não é titular do MP local, estaria em um evento na capital do estado e somente retornaria na segunda-feira (30).

O contrato entre a GFMC com a prefeitura municipal de Castro Alves vem desde 2017 e, de lá para cá a empresa já faturou cerca de R$ 10 milhões de reais. Segundo apurou a reportagem a empresa mantém ainda contratos com o Governo do Estado – através da SUPAT – e com as prefeituras de Conde e Várzea da Roça.

Procurada pela reportagem, a prefeitura de Castro Alves não se manifestou alegando que a pessoa responsável por dar maiores informações não se encontrava e somente estaria disponível na próxima semana.

Da Redação – foto: Reprodução

 

 

 

 

 

 

13 COMENTÁRIOS

  1. […] Sediada na capital, a empresa tem contratos com a prefeitura de Castro Alves e já teve também com as prefeituras de Conde e Várzea da Roça. Em Castro Alves, o contrato da GFMC gira em torno de 3,9 milhões de reais e está em pleno vigor apesar de questionado na Justiça por conta do processo de dissolução societária em andamento (relembre aqui). […]

  2. Hi! I just wanted to ask if you ever have any trouble
    with hackers? My last blog (wordpress) was hacked and I ended up losing a few months of hard work due to no back up.
    Do you have any solutions to protect against hackers?

  3. Good day! I could have sworn I’ve been to your blog before
    but after browsing through some of the articles I realized it’s
    new to me. Regardless, I’m definitely delighted I found it and I’ll be bookmarking it and
    checking back frequently!

    Also visit my blog Myron

  4. Merely to follow up on the up-date of this subject
    on your blog and wish to let you know just how much
    I liked the time you took to generate this useful post. In the post, you spoke of how to definitely handle this thing with all convenience.
    It would be my own pleasure to get together some
    more tips from your web site and come as much as offer
    other folks what I have benefited from you. Thank you for your usual fantastic effort.

    Visit my web-site: Spark Aura Serum Reviews

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui