Cepa Delta: quais são os novos sintomas perigosos da mutação indiana da COVID-19?

© REUTERS / Rupak De Chowdhuri

A cepa indiana do coronavírus nomeada agora como variante Delta, ou B.1.617, pode se manifestar com quatro novos sintomas perigosos, informa o veículo de imprensa Express citando infectologista indiano.

De acordo com o dr. Abdul Ghafur, os sintomas da variante Delta da COVID-19 são parecidos aos sintomas do resfriado: dor de cabeça, corrimento nasal e dor de garganta podem apontar para a existência da infecção.

No entanto, até agora foram revelados quatro novos sintomas da doença: diarreia, problemas de audição, grave disfunção gastrointestinal e formação de trombos que levam à gangrena.

Segundo o infectologista, tais sintomas foram encontrados com menor frequência durante a primeira onda da pandemia.

Os médicos apontam para a imprevisibilidade da nova cepa e consideram que a presença de qualquer sintoma dos enumerados acima pode indicar que há infecção.

No entanto, o médico sublinhou que é preciso fazer mais estudos a fim de analisar se os sintomas nomeados são relacionados à cepa B.1.617.

Além disso, a mídia nota que seis dos principais médicos que tratam desses pacientes em toda a Índia também identificaram os seguintes sintomas entre pacientes infectados pela cepa indiana: dor no estômago, náusea, vômito, perda de apetite, perda de audição e dor nas articulações.

A variante Delta do coronavírus tem se espalhado nos últimos seis meses por mais de 60 países. Acredita-se que a cepa indiana é 60% mais contagiosa do que a cepa anteriormente dominante da COVID-19. Em 21 de junho, o estado indiano de Maharashtra informou sobre 20 casos de infecção por uma nova variante desta cepa do coronavírus, nomeada de Delta Plus.

Fonte: Sputnik Brasil