Com Bolsonaro, desconfiança na Presidência sobe para 50%, diz Datafolha

(Foto: Divulgação / Paulo Pinto (Agência Senado))

Pesquisa Datafolha publicada nesta sexta-feira (24) pela Folha de S.Paulo mostra que metade dos brasileiros não confiam na Presidência da República, tocada por Jair Bolsonaro. Na rodada anterior, em julho de 2019, o percentual era de 31%.

Disseram “confiar muito” na Presidência somente 16%. Em julho de 2019, eram 28% e em abril de 2019, 29%. Os que “confiam pouco” representam 33%. Em julho de 2019, eram 40% e em abril de 2019, 41%.

A desconfiança no Supremo Tribunal Federal (STF) também aumentou. Em julho de 2019, 33% desconfiavam da Corte. Agora, são 38%. Em relação ao Congresso Nacional, a desconfiança foi de 49% para 45%, uma redução de quatro pontos percentuais.

Diante da aproximação das Forças Armadas com Jair Bolsonaro e sua retórica golpista, aumentou o percentual dos brasileiros que dizem não confiar na instituição: 22% (19% em julho de 2019 e 18% em abril de 2019). “Confiam muito” nas Forças Armadas 37% (42% em julho de 2019 e 45% em abril de 2019) e “confiam pouco”  39% (38% em julho de 2019 e 35% em abril de 2019).

O Ministério Público, atualmente chefiado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, também é visto com maior desconfiança. Os que não confiam no MP somam 30% (23% em julho de 2019 e 22% em abril de 2019). “Confiam pouco”  53% (52% em julho de 2019 e 50% em abril de 2019) e “confiam muito” 15% (23% em julho de 2019 e 25% em abril de 2019).

O descrédito com relação à imprensa aumentou. Os que não confiam representam 32% (30% em julho de 2019 e 26% em abril de 2019). “Confiam pouco” 48% (48% em julho de 2019 e 48% em abril de 2019) e “confiam muito” 18% (21% em julho de 2019 e 24% em abril de 2019).

O Datafolha ouviu presencialmente 3.667 pessoas em 190 municípios brasileiros, entre os dias 13 e 15 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Fonte: Brasil 247