CPI repudia comportamento negacionista de Bolsonaro em Nova York: “mais uma vergonha para o Brasil”

Após Jair Bolsonaro promover um vexame em Nova York (EUA), onde falará na Assembleia Geral da ONU, a CPI da Covid assinou uma nota contra o comportamento negacionista do chefe do Executivo brasileiro, nesta segunda-feira, 20.

A nota é assinada pelo presidente da comissão, senador Omar Aziz, o vice-presidente, Randolfe Rodrigues, e o relator, Renan Calheiros. Os parlamentares alegam que as atitudes de Bolsonaro são “mais uma vergonha para o Brasil”

“Além de uma das piores conduções no enfrentamento à pandemia no mundo, o presidente, escarnecendo dos quase 600 mil mortos, segue boicotando as orientações da ciência, recusando vacinas e desprezando as medidas como uso de máscaras e distanciamento”, dizem.

Leia a Nota CPI

Transcorridos 147 dias de investigação, a maioria dos integrantes da CPI expressa seu repúdio ao comportamento negacionista continuado do presidente  da República. 

Além de uma das piores conduções no enfrentamento à pandemia no mundo, o presidente, escarnecendo dos quase 600 mil mortos, segue boicotando as orientações da ciência, recusando vacinas e desprezando as medidas como uso de máscaras e distanciamento. 

Uma péssimo exemplo para o mundo e mais uma vergonha para o Brasil.

 

Fonte: Brasil 247