Crise migratória na fronteira Belarus-Polônia pode ser causa de guerra com Rússia, diz Bloomberg

© Sputnik | Reprodução
Um colunista da Bloomberg escreve que a situação na fronteira pode ficar “muito ruim”, levar à morte de migrantes e até a uma guerra com envolvimento da Rússia e OTAN.
A crise migratória na fronteira entre Belarus e a Polônia pode se tornar causa de um conflito armado com a participação da Rússia, de acordo com um artigo do colunista Andreas Kluth na Bloomberg.
Kluth sugere que Moscou e Minsk podem optar pela escalada do conflito “se quiserem”.
“Soldados belarussos e poloneses já dispararam tiros de advertência na fronteira, aparentemente, com cartuchos vazios. Mas, nessa situação tensa, uma bala, perdida ou disparada intencionalmente, que atinja qualquer pessoa pode desencadear fogo maciço”, de acordo com Kluth.
O colunista disse que, se houver um tiroteio entre os guardas de fronteira poloneses e belarussos, os dois países terão que pedir ajuda a seus aliados.

“Belarus formalmente chamará as tropas da Rússia, a Polônia usará as obrigações do tratado da OTAN”, segundo Kluth.

O colunista concluiu que os Estados Unidos, a OTAN, a União Europeia e seus aliados devem convencer a Rússia a “não subir a parada”.
Neste verão europeu, na fronteira entre Belarus e a Polônia aumentou o fluxo de migrantes provenientes do Oriente Médio e Norte da África que tentam entrar na União Europeia. A situação se agravou em 8 de novembro, quando cerca de 2.000 refugiados se concentraram na fronteira com a Polônia do lado belarusso.
Eles tentaram várias vezes atravessar a cerca fronteiriça, mas suas tentativas foram frustradas por guardas poloneses, inclusive com granadas de atordoamento, canhões d’água e gás lacrimogêneo.
O Ocidente responsabiliza Minsk pela situação, mas Belarus nega todas as acusações, afirmando que é a Polônia que não respeita os direitos destes refugiados, nem os direitos humanos em geral.
Fonte: Sputnik Brasil