Deputado Angelo Almeida repudia ataque ao assentamento em Prado e pede celeridade das investigações

Foto: Divulgação

O deputado estadual Angelo Almeida (PSB) repudiou, por meio de moção (MOC.25132/2021) encaminhada à Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), a violência sofrida pelas famílias do assentamento Fábio Henrique, do MST, localizado em Prado, no Extremo Sul da Bahia. No último dia 31 de outubro, os assentados foram violentamente atacados por mais de 20 homens encapuzados e fortemente armados que fizeram reféns, ameaçaram, depredaram casas e atearam fogo em dois ônibus.

“É inadmissível que movimentos legítimos da sociedade sejam criminalizados e perseguidos pelos que não entendem a política de empoderamento da sociedade, ainda mais num contexto em que os trabalhadores e trabalhadoras do campo são significativamente atingidos com a retirada de direitos sociais e de atos repressivos”, justificou o parlamentar.

Também por meio de indicação (IND.25578/2021) à casa legislativa, Angelo cobrou celeridade das investigações: “Condutas violentas e terroristas, violam diretamente a Democracia e os direitos fundamentais intrínsecos a todos, sendo dever do Estado a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. Pelo exposto, faz-se primordial que o Governo do Estado adote as providências cabíveis para que haja a devida e célere responsabilização dos autores do ataque”.