Deputados do PT votam por unanimidade contra a privatização dos Correios

Foto: Reprodução

Deputados do PT votam por unanimidade contra a privatização dos Correios

Toda a bancada do Partido dos Trabalhadores, inclusive a de deputados federais da Bahia, votaram contra o texto-base do Projeto de Lei (PL 591/21), do governo de Jair Bolsonaro, que permite a venda dos Correios. A votação unânime da bancada do PT se baseou na inconstitucionalidade da desestatização e o consequente aumento das tarifas com a privatização, além do risco de demissões dos funcionários e precarização dos serviços.

Com a aprovação da matéria por 286 votos contra 173, os deputados baianos Zé Neto, Afonso Florence, Valmir Assunção, Waldenor Pereira, Joseildo Ramos e Jorge Solla criticaram o resultado, considerado-o como um retrocesso e prejudicial para todos os brasileiros, sobretudo para a população mais pobre.

“Privatizar os Correios é negar acesso postal e de encomendas à população mais pobre, ampliando ainda mais as desigualdades”, afirmou Waldenor Pereira. Jorge Solla destacou ser gravíssima a privatização, assim como aconteceu com a recente venda da Eletrobrás, e afirmou que, enquanto empresa pública, “não há monopólio na entrega de encomendas”. “É um mercado aberto”, ressaltou o ex-secretário de saúde.

Zé Neto argumentou que não há motivos para a venda por se tratar da maior empresa de logística e postal da América Latina. “Está presente em todos os municípios e é responsável pela universalização dos serviços postais no Brasil”. Joseildo Ramos destacou ser injustificável a operação devido à alta rentabilidade dos Correios. “Uma empresa que lucrou mais de R$1,5 bilhão no ano passado”.

Já Valmir Assunção afirmou que o Partido dos Trabalhadores continuará unindo esforços contra a emenda, que ainda está pendente a análise dos destaques e possíveis pedidos de alterações no texto, além da apreciação no Senado Federal. “Vamos lutar contra essa proposta que precariza os serviços e atinge os trabalhadores”.

O presidente do Partido dos Trabalhadores da Bahia, Éden Valadares, comparou as votações dos parlamentares petistas e dos Democratas, partido presidido pelo ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, que, mais uma vez, se alinha a Bolsonaro nas votações da Câmara que representam retrocesso para o país e prejudica a população. “DEM de ACM Neto foi 100% a favor, PT de Jaques Wagner 100% contra. Não é uma escolha difícil”.