Edição Jesus Souza – Foto Emmanuel Dunand/ AFP via Getty Image

 

A coalizão de esquerda da França, Nova Frente Popular, obteve o maior número de cadeiras no segundo turno das eleições parlamentares, segundo os principais institutos de pesquisa. A vitória, anunciada neste domingo (7), coloca a coalizão em um caminho inesperado para superar o partido de extrema-direita Reagrupamento Nacional (RN), embora sem alcançar a maioria absoluta no parlamento.

De acordo com uma estimativa da IFOP para a emissora TF1, a Nova Frente Popular poderia garantir entre 180 e 215 assentos no parlamento no segundo turno. Já uma pesquisa da Ipsos para a France TV projetou entre 172 e 215 cadeiras para o bloco de esquerda. Outra pesquisa, realizada pela Opinionway para a C News TV, sugeriu que a coalizão de esquerda poderia conquistar entre 180 e 210 cadeiras. A Elabe, em sua pesquisa para a BFM TV, projetou um intervalo de 175 a 205 assentos para a Nova Frente Popular.

O bloco centrista do presidente Emmanuel Macron foi visto ligeiramente à frente do partido RN de Marine Le Pen na disputa pelo segundo lugar, conforme indicado por essas pesquisas. Para atingir a maioria absoluta na Assembleia Nacional, a câmara baixa do parlamento da França, são necessárias 289 cadeiras.