EUA ajudam Ucrânia a fortalecer sua fronteira com Rússia e Belarus em meio às tensões na região

© REUTERS / UKRAINIAN INTERIOR MINISTRY
Os Estados Unidos vão financiar projetos de defesa para fortalecer as fronteiras da Ucrânia com a Rússia e Belarus, informou o serviço de fronteira da Ucrânia.
Em meio à contínua escalada de tensões entre Moscou e Kiev, EUA vão financiar projetos que incluem equipamentos de vigilância e monitoramento para fortalecer as fronteiras com os países vizinhos, relatou a Reuters nesta terça-feira (28).
Kiev acusa Moscou de reunir dezenas de milhares de soldados perto de suas fronteiras em preparação para uma possível ofensiva.
A Rússia nega ter planejado qualquer ataque, mas acusa a Ucrânia e os Estados Unidos de comportamento desestabilizador e buscou garantias de segurança contra a expansão da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) para o leste.
O serviço de fronteira disse em um comunicado que os projetos no valor de US$ 20 milhões (aproximadamente R$ 112,7 milhões) envolvem a compra de sistemas de gravação de vídeo e drones, bem como equipamento de proteção individual para guardas de fronteira.
A Ucrânia, que pretende aderir à OTAN, desde 2018 vem recebendo uma série de remessas de munições e mísseis Javelin dos EUA, gerando críticas de Moscou.
Na semana passada, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia anunciou um projeto de acordo entre Rússia, EUA e OTAN para garantias de segurança.
O documento, entregue a Washington e seus aliados, inclui uma proposta para evitar a utilização de mísseis de curto e médio alcance onde possam ameaçar qualquer uma das partes do acordo. Como consequência, o secretário-geral da OTAN e presidente do Conselho Rússia-OTAN, Jens Stoltenberg, convocou uma reunião para o dia 12 de janeiro de 2022.
Fonte: Sputnik Brasil