EUA aprovam venda de munições guiadas para 12 aliados da OTAN

© AP Photo / Armando Franca

Sputnik –  O governo de Joe Biden aprovou a venda de centenas de munições guiadas com precisão, as chamadas “bombas inteligentes”, para 12 estados membros da aliança da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), segundo anunciou a Agência de Cooperação em Segurança da Defesa (DSCA, na sigla em inglês), dos Estados Unidos, nesta quarta-feira (22).

“O Departamento de Estado decidiu aprovar uma possível venda militar estrangeira para a Agência de Apoio e Aquisição da OTAN de Munições Guiadas de Precisão e equipamentos relacionados por um custo estimado de US$ 22,7 milhões [R$ 117,9 milhões]”, disse o DSCA em comunicado à imprensa.

Panorama internacional

Derrota na Ucrânia significaria fim da OTAN, diz ex-inspetor de armamento da ONU

O DSCA notificou o Congresso da aprovação da venda pelo Departamento de Estado no mesmo dia, segundo o comunicado.

“A Agência de Apoio e Compras da OTAN solicitou a possível venda de 239 bombas de pequeno diâmetro GBU-39/B, Incremento I; 204 espoletas FMU-152; 204 bombas de uso geral MK-82 500LB; e 50 BLU-109 2000LB, ou seja, bombas penetrantes de alvo difícil”, acrescentou o comunicado.

As armas serão entregues às Forças Armadas da Bélgica, República Tcheca, Dinamarca, Finlândia, Grécia, Hungria, Itália, Holanda, Noruega, Polônia, Portugal, Espanha e Reino Unido, de acordo com o comunicado.