‘Facada nas costas’: embaixador francês na Austrália diz que ‘engano’ sobre AUKUS foi ‘intencional’

© AP Photo

O embaixador francês na Austrália, Jean-Pierre Thebault, acusou a Austrália de enganar intencionalmente a França por causa da quebra do contrato de submarinos em setembro.

Em discurso nesta quarta-feira (3) no Clube Nacional de Imprensa da Austrália, Thebault afirmou que “o engano foi intencional” e questionou: “Após tais eventos, qualquer parceiro da Austrália pode pensar agora: qual é o valor da assinatura da Austrália?”

Thebault descreveu o comportamento da Austrália como “manter-nos no escuro ou no segundo plano” e que o acordo tinha “muito mais em jogo do que o fornecimento de submarinos, porque era um acordo comum sobre a soberania […] a forma como foi tratado foi claramente uma facada nas costas”.

Thebault afirmou que a Austrália é livre para fazer o que quiser com sua defesa nacional, mas sublinhou que Camberra nunca fez consultas com Paris quando havia mais oportunidades, nem procurou alternativas com a França. “Сoisa que não lembra a ninguém”.

Em meados de setembro, após ter formado a aliança militar AUKUS, a Austrália cancelou o contrato com a França para construir 12 submarinos movidos a diesel. Em vez disso, a Austrália optou por submarinos de propulsão nuclear.

Anteriormente, o chanceler da França, Jean-Yves Le Drian, criticou a decisão australiana de rescindir o contrato, dizendo que “isso é de verdade uma facada nas costas”.

Fonte: Sputnik Brasil