Festival celebra a cultura cubana e reúne grandes nomes da arte

Fonte: Reprodução Muita Informação

O público brasileiro poderá apreciar, entre os dias 7 e 8 de novembro, a arte produzida em Cuba no II Festival da Cultura Cubana. Música, dança, poesia e tradições cubanas estarão presentes no evento virtual gratuito, será transmitido online e ao vivo pelo Youtube, Facebook e TVT, a partir das 12h.

O Festival é uma oportunidade de intercâmbio cultural sem sair de casa e conta com diversas atrações, como a orquestra conhecida por ser a “mãe de todas as charangas” e símbolo da música cubana, a Orquestra Aragón. Com mais de 80 anos de existência, o grupo é liderado pelo violonista Rafael Lay Jr., filho de um dos primeiros líderes da orquestra, Rafael Lay.

Premiado recentemente pela revista estadunidense Dance Magazine, o bailarino cubano Carlos Acosta estará no II Festival da Cultura Cubana com a sua prestigiada companhia Acosta Danza. Fundada em 2016, a trupe abrange vários estilos sempre com uma perspectiva contemporânea: do balé às danças folclóricas e populares.
Com 30 anos de história, a companhia de teatro infantil La Colmenita também está na programação que contempla os variados elementos da rica cultura cubana. Não ficam de fora, ainda, artistas cubanos residentes no Brasil e que trazem apresentações que misturam as influências dos dois países.

Famoso por não deixar ninguém parado, o Batanga & Cia estará presente com o seu ritmo e composições autorais que exploram os instrumentos de percussão afro cubanos como os tambores Batá e a música afrobrasileira. Completam a lista os cubanos radicados em São Paulo, Yaniel Matos (pianista e violoncelista) e Fernando Ferrer (sobrinho de Ibrahim Ferrer, lendário músico do grupo Buena Vista Social Club), que mistura os sons de Cuba com os do Brasil, com destaque para o son, estilo musical que originou a salsa.

Homenageados

O II Festival da Cultura Cubana faz parte das comemorações pelo Dia Nacional da Cultura Cubana, celebrado em 20 de outubro. Neste ano, o evento homenageia os 100 anos do nascimento da lendária bailarina e coreógrafa Alicia Alonso, considerada uma das principais artistas do século XX, foi a única latino-americana a ter o título simbólico de “prima ballerina assoluta”.

Além disso, o Festival reverencia os 90 anos do artista plástico Alfredo Sosabravo, ganhador do Prêmio Nacional de Artes Plásticas e autor de obras coloridas e emblemáticas feitas em cerâmica como “El carro de la Revolución” e o mural “América”; e o personagem de animação “Elpidio Valdés”, criado pelo quadrinista e diretor de animação Juan Padrón, morto em 2020. O desenho, que completa 50 anos, é inspirado na luta pela independência cubana no século XIX e se tornou um sucesso local em filmes e animações para a TV.

O evento é promovido pelo Consulado Geral de Cuba em São Paulo e pela Associação de Cubanos Residentes no Brasil (Ancreb).
SERVIÇO

II Festival da Cultura Cubana
Programação gratuita

Onde assistir?
Facebook do Consulado Geral de Cuba em São Paulo

Youtube do Brasil de Fato

7 de novembro (Sábado)
Hora: 12h
– Orquestra Aragón
– Mauricio Figueiral e Luna Manzanares
– Vengsay Valdes
– Batanga & Cia
– Pancho Amat
– Los Muñequitos de Matanzas
– Felipe Chibas
– Los Van Van

8 de novembro (Domingo)
Hora: 12h
– Septeto Habanero
– La Colmenita
– Acosta Danza
– Aliesky Perez
– Ferrer y Banda
– Sintesis

 

Fonte: Muita Informação