“Fora, Bolsonaro está cada vez mais forte na voz do povo”, afirma Éden Valadares, em manifestação.

Foto: reprodução

O presidente do Partido dos Trabalhadores da Bahia (PT – Ba), Éden Valadares, afirmou, durante as manifestações pelo impeachment do presidente da república neste sábado, 24, em Feira de Santana que o país só alcançou a marca de mais de meio milhão de mortos por Covid pela demora da compra de vacina para favorecer os esquemas de corrupção no governo Bolsonaro. ” Ogrito de ‘Fora, Bolsonaro’ está cada vez mais forte na garganta e na cabeça do povo. O povo vai às ruas porque Bolsonaro é mais mortal que o vírus”.

Éden destacou ainda que a mobilização em Feira de Santana, que reuniu militantes e moradores mesmo debaixo de chuva em frente à Prefeitura Municipal, mostra o descontentamento dos feirenses com Bolsonaro e seus apoiadores na Bahia. Além de Feira de Santana, quase 40 cidades de todas as regiões da Bahia protestam pela saída do presidente, contra a corrupção na aquisição de vacinas, pela imunização de toda população e pela retomada do auxílio emergencial de R$600 até o fim da pandemia.

Retrocesso – O presidente do PT Bahia afirmou ainda que o Brasil só andou para trás desde o início da gestão de Bolsonaro. “O Brasil vive um retrocesso com Bolsonaro. Além das recusas em comprar em vacina e das denúncias de corrupção, não há plano para a educação, para moradia, para gerar emprego”.

O Brasil perdeu, de acordo com o dirigente petista baiano, a oportunidade de ter mais emprego, inclusão e prosperidade, andando para trás, inclusive, na defesa da democracia. Éden destaca que essa política da mentira, das Fake News, da incitação ao ódio e à violência por si só já são demonstrações desse retrocesso. “Tomara que em 2022 a gente dê um passo para recuperar o país, e o presidente Lula é capaz de unir a nossa sociedade. Assim, voltaremos a ter a década de ouro do país quando a gente tinha Wagner governador e Lula presidente”.