Jornalismo feirense perde Socorro Pitombo, uma de suas maiores referências

Foto: Acervo Pessoal

Grande referência do jornalismo feirense e baiano, a jornalista Socorro Pitombo Cristo faleceu na manhã deste domingo (9), aos 78 anos, em decorrência de problemas cardiorrespiratórios. Ela estava internada há cerca de 20 dias no Hospital da Bahia, em Salvador, onde passou por um procedimento cirúrgico. A jornalista deixa três filhos – Renata, Lara e Raphael Pitombo – e uma legião de amigos.

Por onde passou, em sua trajetória profissional, Socorro deixou marcas indeléveis. Fazia do jornalismo a sua vida, o que inspirou muitas gerações de comunicadores. Passou por redações de jornais, que definia como as verdadeiras escolas de jornalismo, e pelas assessorias de comunicação da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e da UniFTC que se destacou no exercício da profissão que amava e, sobretudo, acreditava.

O corpo da jornalista será velado no Centro de Velórios Pax Bahia, no bairro SIM, e o sepultamento está marcado para as 11h desta segunda-feira (10), no Cemitério Piedade, centro da cidade.

Madalena de Jesus, jornalista e amiga 

NOTA DE PESAR

Reprodução

A Rede UniFTC lamenta com pesar o falecimento da jornalista Socorro Pitombo, ocorrido neste domingo, em Salvador.

Em tempo, a Instituição ressalta a dedicação, a competência e a postura ética como qualidades que marcaram a trajetória da reconhecida jornalista que fez história em Feira de Santana, onde se tornou uma grande referência.

A primeira jornalista feirense deixa um grande legado, com destaque pela sua atuação na UEFS e na UniFTC.

A estimada Socorro Pitombo compartilhou conosco uma bela convivência, característica de um ser humano de enorme valor, a sua grande marca. Fazia jornalismo com muito amor.

À família enlutada, manifestamos os nossos sinceros sentimentos.

Rede UniFTC 

Fonte: Acorda Cidade