Lava de misterioso vulcão na Tanzânia pode revelar segredos da Terra, afirmam cientistas

© AFP 2021 / Joseph Eid
Conhecido pelos residentes locais como “Montanha de Deus”, o vulcão Ol Doinyo Lengai, localizado em Gregory Rift, na Tanzânia, é o único conhecido por expelir lava carbonatítica, que é rica em sódio, potássio e carbonato de cálcio, mas com baixo teor de sílica, que tem o efeito de dar à lava menor viscosidade.
E sua lava pode revelar segredos da Terra, de acordo com uma publicação da revista científica New Scientist, com o cientista Kate Laxton, da University College London, que estuda o vulcão há alguns anos.
Uma das características únicas do Ol Doinyo Lengai é que ele produz erupções efusivas de natrocarbonatita, mas de vez em quando também explode com lava de silicato – algo que não é bem compreendido pelos cientistas, diz Laxton.
A lava natrocarbonatita tem menor viscosidade, o que por sua vez a torna uma das lavas de fluxo mais intenso e pode facilmente ser confundida com óleo ou água suja.
Outra característica única do Ol Doinyo Lengai é que sua lava natrocarbonatita é preta, porque entra em erupção a baixas temperaturas – algo entre 400 e 600 graus centígrados -, bem abaixo das lavas padrão, que são ricas em silicato e explodem entre 700 e 1.200 graus centígrados.
De acordo com Laxton, as amostras de lava coletadas no Ol Doinyo Lengai podem conter pistas do submundo da Terra. Em particular, as assinaturas químicas podem revelar de onde no manto vêm os ingredientes desse estranho magma e como eles foram originalmente “temperados”.

“Essencialmente, o que achamos que acontece é que há um reservatório de magma de silicato em algum lugar abaixo do vulcão e, então, a natrocarbonatita se separa dele – um pouco como óleo e água – em alguma profundidade dentro do ‘sistema de encanamento’. Portanto, a natrocarbonatita vem inerentemente de um pai silicato”, explicou o cientista.

 

Fonte: Sputnik Brasil