Lituânia deve entender as consequências da proibição do trânsito para Kaliningrado, diz MRE russo

© Sputnik / Mikhail Golenkov

Sputnik – A Lituânia, que proibiu o trânsito ferroviário de uma série de mercadorias para o exclave russo de Kaliningrado, tem um comportamento agressivo, disse Maria Zakharova, a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia.
“Eles agem de modo agressivo. Eles saíram dos limites das linhas hostis, ultrapassaram mesmo os limites da conduta contrária ao direito internacional. Eles se comportam [de maneira] agressiva e hostil”, disse ela no programa Soloviev Live.
Zakharova descreveu as ações da Lituânia como provocações que levarão a reações apropriadas por parte de Moscou.
A diplomata russa disse que a Lituânia deve entender a gravidade das consequências da proibição do trânsito ferroviário de mercadorias para a região de Kaliningrado.
“Espero que os representantes da Lituânia ainda tenham algum profissionalismo remanescente na avaliação da situação […] Eles devem entender as consequências – e as consequências, infelizmente, virão”, observou Zakharova.
A companhia estatal de caminhos de ferro lituana notificou os caminhos de ferro de Kaliningrado de que o trânsito de uma série de mercadorias sujeitas a sanções da União Europeia (UE) tinha sido suspenso a partir de 18 de junho.
Área recém-construída de caminho de ferro em Koidula, perto da fronteira russa - Sputnik Brasil, 1920, 20.06.2022 

Panorama internacional

Rússia se reserva direito de agir: Moscou avisa Lituânia sobre bloqueio ferroviário de Kaliningrado

Kaliningrado tem uma população de cerca de um milhão de pessoas e é a base da Frota do Báltico da Rússia. Moscou foi obrigada a reforçar suas defesas áreas e de mísseis da região nos últimos anos devido às tensões com a OTAN e declarações do bloco de “tomar” o exclave russo.