Luis Felipe Miguel: “a elite quer decretar o fim do PT”

Luis Felipe Miguel, Lula e Fernando Haddad (Foto: Divulgação | Ricardo Stuckert/Agencia PT)

Há um esforço grande de parte da elite brasileira para decretar que o PT está acabado, afirma Luis Felipe Miguel, cientista político e professor da Universidade de Brasília, em entrevista à  TV 247.

Sem deixar de apontar a imensa diferença entre eleições municipais, estaduais e federais, Luis Felipe lembra que a campanha municipal do ano passado confirmou que o Partido dos Trabalhadores tem boa implantação em cidades médias, que terão um peso importante em 2022, ano de eleições presidenciais. “Mesmo sem a hegemonia que já teve no passado, o PT ainda é forte”, diz.

Convencido de que a prioridade política de Bolsonaro “é liquidar as possibilidades da centro-direita se lançar com chances” na disputa presidencial, o professor faz uma advertência sobre a natureza dessa oposição, que tem seduzido parte dos partidos de esquerda.

“Esse movimento tem um limite”, avalia, explicando que ninguém “vai estar tão contra Bolsonaro a ponto de abrir espaço para a centro esquerda”.

 

Fonte: Brasil 247