Lula atrai centrão, elogia FHC e diz que Ciro não quer ser seu amigo

© Folhapress / Marlene Bergamo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em série de publicações no Twitter, disse que conversaria com políticos do centrão, elogiou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e criticou Ciro Gomes.

Lula afirmou que o centrão, bloco de partidos da Câmara dos Deputados que não possui uma orientação ideológica especifica, não “está todo” com o presidente Jair Bolsonaro. O petista disse que “cada partido tem interesse no seu estado” e conversaria com todos individualmente.

O ex-presidente disse ainda que falou com “mais de 60 políticos” de “vários partidos” na semana passada.

“Semana que vem vou conversar com os movimentos sociais, intelectuais e com o movimento sindical. Quero conversar muito. Quem faz política conversa. Dono da verdade, carrancudo, não serve pra política”, adiantou.

Lula afirmou ainda que gostou de entrevista recente na qual Fernando Henrique Cardoso disse que votaria em no petista em um eventual segundo turno entre ele e Bolsonaro em 2022. “Faria o mesmo se fosse o contrário”, garantiu Lula.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso revelou recentemente que sentia “mal-estar” por ter votado nulo no segundo turno do pleito de 2018, quando Bolsonaro enfrentou o petista Fernando Haddad.

Também por meio do Twitter, Lula afirmou que “adoraria dizer que o Ciro é um amigo”, mas, “infelizmente, ele não quer”. O ex-governador do Ceará e ex-ministro vem criticando duramente Lula e O PT. Na segunda-feira, Ciro disse que Lula “era o maior corruptor da história brasileira”.

Fonte: Sputnik Brasil