Lula sobre prisão de Galo: ‘Estado é rápido para prender quem queima estátua, mas não descobre quem matou Marielle’

Paulo Galo e Lula (Foto: Reprodução | Stuckert)

O ex-presidente Lula, favorito para a eleição presidencial de 2022, reagiu nesta quarta-feira (28) pelo Twitter à prisão do líder dos entregadores de aplicativos, Paulo Lima, conhecido como ‘Paulo Galo’.

Galo foi preso por, junto com o grupo Revolução Periférica, assumir a autoria do incêndio na estátua de Borba Gato, bandeirante explorador de indígenas, no último sábado (24).

Lula chamou a atenção para a agilidade do Estado em prender Galo por atear fogo contra uma estátua enquanto, até hoje, por exemplo, não conseguiu dar respostas sobre quem mandou matar a vereadora Marielle Franco. “É de se impressionar a rapidez com que o Estado manda prender alguém por queimar uma estátua, mas até hoje não conseguiu descobrir quem lançou uma bomba no Instituto Lula, quem atirou contra o ônibus da caravana e quem mandou matar Marielle Franco”, escreveu o petista.

Ao chegar à delegacia, Galo explicou que o ato na estátua de Borba Gato tinha por objetivo “abrir o debate”: “agora podem decidir se querem uma estátua que homenageia um genocida e abusador de mulheres”.

Fonte: Brasil 247