Marcelinho Veiga defende que governo federal facilite acesso a outras vacinas aprovadas

Foto: Divulgação

O deputado estadual Marcelinho Veiga (PSB) é um dos políticos baianos que defende a intervenção do governo federal para a aquisição de mais vacinas aprovadas contra a covid-19. Para o parlamentar, é preciso que o Brasil tenha “maior quantidade e variedade dos imunizantes para atender à população mais pobre”. Nesta segunda-feira (25), Veiga também defendeu o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) e descreveu que “só foi possível a entrega imediata das primeiras doses por conta da logística que o SUS tem no país”.

“Era para isso ter acontecido lá atrás, ainda quando estávamos analisando as fases de testes de cada empresa fabricante das vacinas contra o novo coronarívus. Como isso não aconteceu, o governo federal agora precisa adiantar as negociações para disponibilizar, gratuitamente, mais doses para o povo brasileiro. Bolsonaro não pode deixar isso de lado, já temos mais de 215 mil mortos por conta desse vírus. É um absurdo que o Ministério da Saúde não tenha agido com precisão em relação às negociações com as fabricantes dos imunizantes”, critica Marcelinho.

Na Bahia, dados oficiais do governo estadual apontam que as primeiras doses da vacina contra a covid-19 já foram enviadas para os 417 municípios. E todos iniciaram o processo de vacinação via SUS. “Quase 80 mil pessoas já receberam a primeira dose da CoronaVac, entre profissionais de saúde, indígenas aldeados, idosos em instituições de longa permanência e pessoas com deficiência. Por isso o SUS é fundamental nesse processo, para chegar aos que mais precisam”, complementa o deputado do PSB.

Ascom do deputado Marcelinho Veiga