Marcos Clement lança In Natura

Foto: Divulgação

Álbum, que viaja pelo rock soteropolitano e o agreste da cantoria regional do sertão da Bahia, é ilustrado pelos artistas visuais do Coletivo Cavalo do Cão

O cantor e compositor Marcos Clement lança amanhã (30) o seu álbum de estreia com canções inéditas e autorais: In Natura. O disco é todo ilustrado pelos artistas visuais do Coletivo Cavalo do Cão, e traz composições que contribuem para reflexões sobre o cenário político, social, e sobre o respeito ao amor, seja ele qual for.  O álbum passeia pelo universo litorâneo urbano do rock soteropolitano ao mundo agreste da cantoria regional do sertão da Bahia, em uma fusão inebriante que não se prende a rótulos.

“É um álbum que não busca ser linear e se torna muito especial principalmente pela relação de amizade e parceria em todo processo de gravação das músicas. Tanto os músicos quanto as pessoas dos bastidores – Vanessa, minha maior incentivadora, a turma da Cavalo do Cão- se doaram com todo carinho e dedicação”, afirma Clement.

Inspirado no trabalho feito por grandes capistas de discos da MPB, como Elifas Andreato, o artista convidou para ilustrar seu primeiro disco autoral o Coletivo Cavalo do Cão, formado pelos artistas visuais Pedro Chequer (BA), Bertone Balduino (PB) e Diego Pizzini (SC), que tem um trabalho com forte inspiração nordestina e referências em Basquiat, Pablo Picasso e Van Gogh. Na ilustração do disco In Natura, o coletivo buscou criar um cenário fantasioso composto por elementos da natureza e objetos que remetem a Marcos, surgindo a partir do seu chapéu, como uma extensão do pensamento, utilizando traços e estilos variados, pintados numa tela com tinta acrílica, deixando a ilustração bem orgânica.

“Produzi esse disco em parceria com Pitt Aragão, e foram muitas horas de estúdio escutando e estudando muita coisa, para chegar no resultado final. Cada faixa tem um espírito independente dentro do disco. Cada música tem uma onda rítmica diferente da outra, onde cada uma tem uma produção, formação, arranjo. Deixamos cada música seguir sua onda”, finaliza Marcos.

O disco In Natura tem patrocínio da Papel & Cia e do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda. Gravado no Artesanal Studio entre 2019 e 2020, com produção musical de Pitt Aragão e Marcos Clement, o disco contou com a participação especial de Wilson Aragão e Alex mesquita.

 

Mais sobre o artista:

Há mais de 20 anos, Marcos Clement se dedica ao mercado independente da música na Bahia, como cantor, compositor e produtor cultural. Desde 1999, vivencia o cenário cultural baiano integrando diversas bandas no papel de vocalista e instrumentista de grupos como a Impacto Progressivo, Aluga-se, banda Arapuka-Toca Raul, Groove Garage Band, Aparelhos Multiuso e Grupo PUMM Por Um Mundo Melhor. Dividiu o palco com importantes artistas da música brasileira como Zé Geraldo, Zeca Baleiro, George Israel (Kid Abelha), Nazi (Ira), Arnaldo Antunes, Kiko Zambianchi, Lenine, Eládio (Os Panteras), Jerry Adriany, Waldir Serrão (Big Ben), Xangai, Armandinho Macêdo, Wilson Aragão, Gustavo Müllem e Karl Franz Hummel (Camisa de Vênus), Luiz Carlini (Tutti-Frutti) dentre outros.

No ano de 2004 fundou a Banda Arapuka e com ela passou a realizar diversas homenagens ao pai do rock brasileiro Raul Seixas, sendo considerado o maior intérprete deste artista na Bahia. Realizou também uma pesquisa sobre a vida e obra de Raul Seixas que foi transformada em um espetáculo musical chamado “Contando Raul Seixas – músicas e histórias do Maluco beleza”, com mais de 50 apresentações nos principais teatros e centros culturais da Bahia.

 

Ficha Técnica:

Voz: Marcos Clement

Bateria: Allan Amaral

Piano: Zito Moura

Resonator e Steal Guitar: Sebastian Novaes e Júlio Caldas

Gaita: Diro Oliveira

Percussão: Ricardo Hardmman

Sanfona: Silvinho