Mídia revela vontade dos EUA de usar bases militares da Rússia na Ásia Central

© REUTERS / Didor Sadulloev

Altos oficiais dos Estados Unidos e Rússia supostamente terão discutido na semana passada o possível uso de bases militares russas por militares norte-americanos, o que foi proibido pelo Congresso há vários anos.

O chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, general Mark Milley, em uma reunião com o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia, Valery Gerasimov, discutiu na semana passada a possibilidade de os Estados Unidos usarem bases russas na Ásia Central, indica o The Wall Street Journal citando fontes.

Anteriormente, várias mídias afirmaram que os presidentes Joe Biden e Vladimir Putin discutiram o uso de bases russas durante a cúpula em Genebra em junho. O Kremlin não comentou a informação.

A discussão foi realizada por causa de a administração Biden procurar formas de reforçar sua capacidade para monitorar e responder a potenciais perigos terroristas no Afeganistão após a retirada das tropas norte-americanas do país, conforme WSJ.

Gerasimov não fez promessas a Milley, segundo o jornal.

A mídia destaca que o Congresso dos EUA aprovou há vários anos uma legislação que impede uma cooperação estreita entre as forças armadas russas e norte-americanas, a menos que o secretário de Defesa emita uma autorização especial.

Na semana passada, o Ministério da Defesa da Rússia informou que Gerasimov e Milley se reuniram na Finlândia, falando, entre outras cosias, da redução de riscos de incidentes durante a atividade militar.

Em resposta à notícia, vários legisladores republicanos exigiram que a administração Biden explicasse os planos de usar bases militares da Rússia, informou a assessoria de imprensa de um dos autores da carta, o senador Jim Inhofe.

Os legisladores expressaram suas preocupações por a Casa Branca negociar o acesso a bases militares russas e mesmo a possibilidade de colaboração militar com a Rússia contra o terrorismo.

Fonte: Sputnik Brasil