NASA pretende estabelecer reator nuclear na Lua na próxima década

© Sputnik / Ilya Naimushin
Através do Departamento de Energia, a NASA liberou uma solicitação de contrato para projetos destinados a construir e enviar para a Lua um reator nuclear na próxima década.
Um reator nuclear é fundamental para o Programa Artemis da NASA, uma missão que visa levar pessoas à Lua e instalar infraestrutura para uma base lunar permanente. Daí, a NASA lançará a primeira missão humana para Marte.

“A energia de fissão na superfície, em conjunto com células solares, baterias e células de combustível, pode fornecer energia para operar as sondas, conduzir experimentos e usar os recursos da Lua para produzir água, propelente e outros suprimentos para suporte da vida”, refere a agência espacial.

A NASA está interessada na fissão nuclear devido a sua fiabilidade, capacidades de geração de energia e por a tecnologia ser compacta e leve.
“A NASA e o Departamento da Energia estão colaborando neste desenvolvimento importante e desafiante que, uma vez concluído, será um passo incrível para a exploração humana a longo prazo da Lua e de Marte”, disse o gerente de projeto da Energia de Fissão na Superfície da Lua, Todd Tofil.
Lua (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 26.11.2021
Lua (imagem referencial) © Foto / Pixabay / sawagani_Film
Devido às sombras nas crateras e às noites lunares, a energia solar não é suficiente para sustentar a presença humana de longo prazo na Lua.
“Aproveitaremos as capacidades únicas do governo e da indústria privada para fornecer energia confiável e contínua que seja independente da localização lunar”, adicionou.
agência espacial propôs US$ 5 milhões (R$ 28 milhões) para uma empresa ou pessoa que tenha uma tecnologia nova e imaginação para projetar um gerador de energia de superfície com base na fissão. As candidaturas estão abertas até 17 de fevereiro de 2022.
Fonte: Sputnik Brasil