Nota: “A luta é árdua”, diz Luíza Brunet sobre direitos das mulheres.

Foto: Divulgação

A ex-modelo, ativista e atriz participou de um workshop, em Salvador.

Na tarde desta quinta-feira (30), a ex-modelo e ativista, Luíza Brunet, participou da palestra “Não Era Uma Vez”, que tratou dos direitos das mulheres. O evento aconteceu, na Maison Clara Grasso, no no bairro Caminho das Árvores, em Salvador. Que arrecadou 1 kg de alimento não perecível dos inscritos. “A luta ainda é muito árdua. Temos que quebrar todos os paradigmas impostos pela sociedade historicamente.”, disse ela.

Vale lembrar que Luíza participou do elenco da novela “Anio Mau”, exibida pela rede globo em 1997, sob autoria de Cassiano Gabus Mendes. Ela era Tereza Novaes, uma “jovem senhora” cheia de pose e sofisticação além de esconder de tudo e todos a sua mãe que era uma mulher negra e empregada doméstica. “Infelizmente esse papel não se encaixa nos tempos de hoje. Na verdade nós fazíamos tudo errado. Não podemos mais ter esse discurso.” Explicou Luísa.

Vale lembrar que o seu último papel nas telinhas foi em 2016, no folhetim “Velho Chico”, onde Luíza deu vida a personagem Madá, “uma mulher de programa sensual e exuberante”.

A Maison Clara Grasso fica localizada na Alameda dos Sombreiros, nº1110. O evento aconteceu no formato de workshop e abordou os temas relacionados ao direito, leis, empoderamento e defesa pessoal para mulheres.

Entre os envolvidos no projeto junto com Luíza Brunet estavam grandes nomes na luta pela causa, dentre eles: Sara Gama, promotora de Justiça e coordenadora da Comissão Nacional de Combate à Violência Doméstica do Ministério Público Brasileiro, Carolina Gama, Cacau Tabatchnik, Flávio Macagnam e Célio San Martin.