O Outubro foi Rosa na UPA em Feira de Santana

Foto: Divulgação

Na rotina corrida de uma unidade de pronto atendimento de casos de urgência de saúde, a prevenção para o Câncer de Mama não ficou de lado. Foi lembrada, abordada e discutida, durante o último mês de outubro, entre os seus profissionais.

“Cuidar de quem cuida” é uma filosofia praticada pelo INTS – Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde, Organização responsável pela gestão desta Unidade em Feira. O Instituto, além de realizar mutirões de mamografia para comunidades de baixa renda, promoveu ações institucionais da Campanha Outubro Rosa, nas unidades em que faz a gestão, nos três Estados em que atua: Bahia, Goiás e São Paulo. Desde a iluminação com lâmpadas cor de rosa, nos prédios, às ações de conscientização para os cuidados preventivos.

Durante todo o mês de outubro, a UPA Feira de Santana, permaneceu decorada com objetos alusivos à campanha e no dia 22, várias ações foram realizadas com orientações sobre a prevenção contínua e não somente no mês 10, de cada ano.

O Grupo de Humanização da UPA apoiou toda a programação que contou com a participação de outras duas instituições. A Coordenadora do Curso de Farmácia da UNINASSAU Feira de Santana, Profª Letícia Lima Junqueira, participou de um bate-papo, explanando sobre o surgimento da Campanha Outubro Rosa e a importância do autocuidado. A UNACON (Unidade de Alta Complexidade em Oncologia) Feira de Santana também esteve presente, com pacientes oncológicas que prestaram depoimentos de suas experiências pessoais, desde o momento da descoberta do câncer até a cura. Elas enfatizaram a importância do autoexame, explicando e demonstrando como fazê-lo.

“O diagnóstico precoce aumenta as chances de cura e as escolhas das formas de tratamento. Em geral, os profissionais de saúde têm conhecimento de tudo isso e de todo o sofrimento causado pelo câncer, tanto para os pacientes como para seus familiares. No entanto, nem sempre praticam o autocuidado. Estas ações, visam “o cuidar de quem cuida”, o despertar a consciência e a responsabilidade do autocuidado” – ressaltou Profª Letícia, enfatizando a necessidade dos profissionais de saúde também se cuidarem.

Atividades leves, para falar de um tema pesado

A UNINASSAU realizou a aferição de pressão arterial e testagem de glicemia dos participantes. Uma representante da empresa de cosméticos Mary Kay realizou dinâmicas, serviços de limpeza de pele e maquiagem, e ainda fez a distribuição de brindes. Uma oficina de turbantes e lenços, ensinando como utilizar os adereços de formas diferentes e criativas também fez parte da programação. Música ao vivo, em voz & violão, e lanches deram leveza e alegria ao evento que tratou de um tema pesado e necessário.

Alexandre Araújo é Técnico de Segurança do Trabalho na UPA e participou do evento, destinado a colaboradoras e colaboradores, também, já que o câncer de mama não acontece apenas em corpos femininos. “O que mais me impressionou foi o relato da paciente da UNACON. Escutar a vivência do outro, marcou e esclareceu de forma muito clara a realidade da doença e as formas de se prevenir” – comentou ele.

A Analista de Custos da UPA, Greicielly Carneiro, sentiu-se tocada com o evento: “Tiramos dúvidas, ouvimos esclarecimentos e nos sentimos afagadas e acarinhadas, sendo alertadas sobre a necessidade da prevenção e do autocuidado”.

A Diretoria Administrativa da UPA, Silvia Herranz, agradeceu a participação dos colaboradores da unidade, salientando a responsabilidade para a causa: “Nossa intenção é abordar vocês mulheres e, também, homens para a prevenção e orientação. Promover lanche e música de forma acolhedora, estimula a reflexão para o despertar da consciência e do sentimento de autocuidado, amor-próprio, dedicação a nós mesmos. Muitas vezes, vocês não estão passando pelo problema, mas podem ajudar um colega”.

Um dia recheado de atividades diferentes na rotina da UPA, para lembrar da importância do autocuidado. Não somente das mamas, mas de todo o corpo e da mente! Não somente em outubro, mas o ano todo!

Sejam bem-vindo, Novembro Azul! E atenção homens: que venham as prevenções para o câncer de próstata e a coragem para a realização dos exames preventivos. Mas vale enfrentar os exames, do que o enfretamento da doença que mata cerca de 40 homens por dia, no Brasil, de acordo com dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer).