Para matar a saudade do São João, o Trio Anarriê faz show online no próximo sábado, dia 08

Foto: Divulgação

“Trio Anarriê – Arrasta o Sofá” é o show que o Trio Anarriê, formado por Daniela Penna, Alexandre Lins e Jelber Oliveira, apresenta no próximo sábado, dia 08, a partir das 19h, trazendo os grandes sucessos do forró tradicional para matar um pouco da saudade dos festejos juninos que, mais uma vez, não acontecerão presencialmente. Com duas horas de duração, o evento acontece em formato online, no canal do YouTube do grupo.

“São 2 anos sem São João mas vai ter festa sim e, mesmo sendo em uma live, há um laço, uma troca de energia com as pessoas e isso é uma característica nossa. Nos comunicamos pela música, pelas expressões e temos a resposta pelos vídeos e comentários de quem está assistindo. Assim, ficamos próximos”, explica Alexandre Lins, zabumbeiro e backing vocal do Trio.

“No Meu Pé de Serra” e “Asa Branca” são algumas canções presentes no repertório e, além de música, o público contará também com diversas histórias sobre a cultura nordestina. “Tem de tudo. Tocamos xote, baião, arrasta pé, xaxado, trazendo sucessos de artistas como Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Trio Nordestino, Jackson do Pandeiro, Genival Lacerda… É uma memória muito forte que trazemos para o palco, com um trio de forró autêntico, com os trajes de caipira, do casamento na roça e de vaqueiro. Todo o contexto aciona a memória, essa saudade das festas juninas do interior que são tão aguardadas todos os anos”, finaliza o cantor e sanfoneiro Jelber Oliveira.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. A realização é da Ninho Cultura e Afeto.

 

O Trio

O Trio Anarriê surgiu em 2015, a partir da inquietação artística dos músicos Jelber Oliveira e Alexandre Lins com a gradual perda da cultura tradicional dos festejos juninos. Como músicos e produtores, a inquietação se transformou em música, trazendo Daniela Penna e formando, assim, um trio de forró que homenageia e resgata os ritmos tradicionais das festas juninas: o xote, xaxado, arrasta pé, coco, quadrilha e o baião. Desde então vêm se apresentando em festas particulares e em comemorações públicas do São João da capital e do interior, em cidades como Salvador, Santo Amaro, Cruz das Almas e Castro Alves, sempre levando ao público uma experiência diferenciada, regada com humor, excelência musical, figurino a caráter e repertório tradicional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui