Polo da Rota do Mel desenvolverá apicultura no Médio São Francisco baiano

Foto: OlgaKok / Shutterstock.com/ Reprodução
O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e a Codevasf lançaram neste mês um polo da Rota do Mel na região do Médio São Francisco baiano. A partir da iniciativa, o Governo Federal desenvolverá ações para estruturar a cadeia produtiva da apicultura em 50 municípios da região. Os eventos de lançamento ocorreram em Bom Jesus da Lapa (BA) e em Irecê (BA), com transmissão on-line.
“Acredito que a implantação da Rota é de fundamental importância. Ela contribui, sem dúvida nenhuma, para a geração de emprego e renda e para a diminuição das desigualdades regionais e sociais”, destaca o assessor especial do MDR Aldo Dantas. “Para se ter uma ideia, nós esperamos que, das quase 700 toneladas produzidas artesanalmente na região, seja possível duplicá-las para cerca de 1,4 mil toneladas”, completa.
No âmbito do projeto, representantes do MDR e da Codevasf reuniram-se com membros de associações e produtores. “A região de Irecê e de Bom Jesus da Lapa foi escolhida para iniciar a implantação da rota a partir de diversos critérios. Em visitas à região, identificamos uma área de 12 mil hectares de produção de frutas e 3 mil hectares de reserva ambiental, o que traz um potencial enorme para a apicultura. Outro critério foi a representatividade e afinidade com a identidade regional, pois a região já possui uma produção de mel”, explica o coordenador nacional da Rota do Mel no MDR, Samuel Castro.
De acordo com a gerente de Desenvolvimento Territorial da Área de Revitalização de Bacias Hidrográficas da Codevasf, Kênia Marcelino, a Rota do Mel tem desdobramentos em diferentes segmentos da economia. “Quando falamos sobre rota, estamos nos referindo não somente à produção. Estamos falando também sobre comercialização, sobre uma fábrica de embalagens, sobre a produção dos fruticultores aqui presentes, que precisam auxiliar na polinização. O potencial apícola da Bahia é muito extenso”, afirma.
Para o superintendente regional da Codevasf em Bom Jesus da Lapa, Harley Xavier, a produção de mel promove resultados positivos para as comunidades, para a economia regional e para o meio ambiente. “Para explorar todo esse potencial, entendo que devemos nos organizar e profissionalizar a atividade para que esse retorno social, ambiental e econômico esteja mais próximo de nós”, diz.
As atividades de implantação da Rota do Mel no Médio São Francisco baiano incluíram a entrega de equipamentos e materiais de apicultura para associações e cooperativas que atuam no setor nos municípios de Bom Jesus da Lapa e de Ibotirama (BA). Representantes do MDR e da Codevasf também visitaram o entreposto de mel de Ibotirama.
Rota do Mel na Bahia
As oficinas realizadas para implantação do polo baiano do projeto reuniram representantes de instituições do meio acadêmico, como o Instituto Federal da Bahia (Ifba); de apoio e orientação empresarial, como o Sebrae; do poder público, como prefeituras da região; e de organizações de apicultores, como a Associação União dos Produtores Rurais da Agrovila 11 e a Associação União dos Produtores Rurais da Agrovila 13, ambas de Serra do Ramalho (BA), e a Cooperativa Agropecuária dos Agricultores e Apicultores do Médio São Francisco (Coopamesf), de Ibotirama. “A apicultura traz renda para a população de nosso município de Serra do Ramalho e, ao mesmo tempo, incentiva e acolhe os jovens para não sair da cidade em busca de trabalho”, afirma a apicultora Andreia Souza, que participou das atividades.
Dados de 2019 da Pesquisa da Pecuária Municipal, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que a Bahia ocupa a sétima colocação entre os estados brasileiro que mais produzem mel de abelha no país.
Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf
Telefones: (61) 2028 – 4769 / 4448
Acompanhe a Codevasf nas redes sociais:

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui