Primeiros lotes da vacina russa EpiVacCorona serão entregues ao Brasil e Venezuela no 2º semestre

© Sputnik / Grigory Sysoev

Rinat Maksyutov, diretor-geral do centro de pesquisa Vektor, declarou que é esperado que as entregas dos imunizantes EpiVacCorona ao Brasil e Venezuela comecem em meados do segundo semestre de 2021, ou seja aproximadamente em setembro-outubro.

Os primeiros lotes da vacina serão fornecidos ao Brasil e à Venezuela em meados do segundo semestre de 2021 disse Maksiutov.

“Muito recentemente […] foram assinados contratos para o fornecimento da vacina ao Brasil e à Venezuela, esperamos que essas remessas ocorram neste outono [europeu]”, afirmou o diretor-geral em entrevista ao canal Rossiya-24.

Em maio deste ano, um especialista do Centro Estatal de Pesquisa de Virologia e Biotecnologia Vektor informou que os estudos aleatórios em grupos imunizados mostram uma eficácia de mais de 90%.

Produção da vacina EpiVacCorona do Centro Vektor, na cidade russa de Volgogrado (foto de arquivo)
© SPUTNIK / KIRILL BRAGA Produção da vacina EpiVacCorona do Centro Vektor, na cidade russa de Volgogrado (foto de arquivo)

Os anticorpos contra o novo coronavírus, após a vacinação com o imunizante russo EpiVacCorona, se desenvolvem em mais de 90% das pessoas vacinadas, de acordo com estudos entre grupos imunizados, afirmou o chefe do departamento de infecções zoonóticas e gripe do centro.

EpiVacCorona é o segundo imunizante contra o coronavírus criado na Rússia e foi registrado em outubro de 2020. No total, na Rússia há quatro imunizantes próprios contra a COVID-19.

Fonte: Sputnik Brasil