Receita de acarajé com dendê de pilão abre a Cozinha Show na 11ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária

Foto: Divulgação

A Cozinha Show – Sabores e Saberes da Agricultura Familiar foi aberta neste sábado (5), na 11ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, com uma receita especial da chef Lili Almeida: acarajé com dendê de pilão do Quilombo Kaonge, localizado em Cachoeira, no Recôncavo baiano.

“É uma alegria imensa fazer parte da abertura, onde tenho a honra de apresentar uma aula de acarajé frito no maravilhoso dendê do Quilombo Kaonge, com toda certeza o dendê mais saboroso e o acará mais crocante que já comi na minha vida. Sem dúvida, um alimento ancestral e muito especial. Entendo ainda mais a importância do meu trabalho”, celebra a chef Lili.

A Cozinha Show, que está sendo transmitida pela internet nessa edição virtual da Feira Baiana, é promovida pelo Bahia Produtiva, projeto executado pela CAR/SDR, e pela Coordenação Executiva de Pesquisa, Inovação e Extensão Tecnológica (Cepex/SDR), com a parceria do Instituto Orí. Como parte da programação, foi promovido, ainda, um debate entre professores e pesquisadores de instituições de ensino superior e representações da agricultura familiar e povos e comunidades tradicionais.

“A Cozinha Show de 2020, assim como toda a Feira Baiana da Agricultura Familiar, vem de forma virtual. É muito desafiador, mas, ao mesmo tempo, muito inspirador, porque tivemos a oportunidade de idealizar um momento de debate em torno dos produtos da biodiversidade baiana”, destaca Hélca Lícia Silva Alves, da CEPEX.

“Permanece sendo um espaço de interação entre estudantes da área de gastronomia e outras áreas afins, chefs, produtores rurais, pesquisadores, extensionistas, onde, a partir desses produtos, nós estamos promovendo uma discussão conceitual da sua importância para a economia, ao meio ambiente, às relações sociais, à agricultura familiar e aos povos e comunidades tradicionais, e de que modo prático esses produtos atuam na vida das comunidades de pescadoras, marisqueiras, geraizeiras, agricultura familiar de um modo geral, os povos quilombolas, indígenas. De que forma perpetuam na cultura, nas tradições, no modo de fazer, de se alimentar. É um desafio ser uma atividade virtual, mas está sendo muito satisfatório, de interação e ampliação de conhecimento, trazendo a mesma emoção da Cozinha Show presencial para dentro das telas”, conclui.

 

Programação

Neste domingo (6), a partir das 17h, a Cozinha Show será comandada pelo chef José Morchon, que apresentará a “Paella Baía e Recôncavo”, com frutos do mar e do mangue da Cooperativa dos Pescadores e Marisqueiros de Vera Cruz (Respescar) e Chouriça de Maragogipe (Associação dos Produtores de Fumeiro de Maragojipe).

Ao longo da semana, a Cozinha Show ainda contará com as aulas práticas dos chefs Bruna Moreira, Andrea Albuquerque, Lisiane Arouca e Fabrício Lemos, que executarão pratos a partir do dendê, do licuri, mariscos e pescados da Baía de Todos-os-Santos, cacau, café, galinha caipira e caprinos.

Os debates são feitos por representantes de instituições de ensino superior, como Universidade Federal da Bahia, Universidade Federal do Recôncavo Baiano e Instituto Federal Baiano, representantes da agricultura familiar e dos povos e comunidades tradicionais, com a participação dos chefs de cozinha.

A maior feira da agricultura familiar do Brasil vai até 13 de dezembro, de forma 100% on-line e gratuita. O público pode participar pelo endereço www.feiradaagriculturafamiliar.com.br. O evento é uma realização da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e da União das Cooperativas da Agricultura Familiar (Unicafes), organizada pela Superintendência de Agricultura Familiar (Suaf) e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR). A ação integra a estratégia do Governo do Estado de promover espaços de comercialização dos produtos da agricultura familiar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui