Rosa Weber nega pedido para suspensão da votação da PEC dos Precatórios e tema vai ao plenário da Câmara nesta terça-feira

(Foto: Rosinei Coutinho /SCO/STF)

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber negou nesta terça-feira (9) o pedido de parlamentares para suspender a tramitação da proposta de emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, que dá um cheque em branco de R$ 90 bilhões para Jair Bolsonaro gastar em ano eleitoral.

O texto-base da PEC foi aprovado em votação de primeiro turno na Câmara na última quinta-feira (4). A votação em segundo turno está marcada para às 9 horas desta terça-feira (9).

Precatórios são dívidas da União e a PEC tem como objetivo limitar despesas com o pagamento desses débitos.

Fonte: Brasil 247