Rússia moderniza sua base militar no Tajiquistão ante agravamento de situação no Afeganistão

© REUTERS / Didor Sadulloev

Rússia reforçou o armamento de sua base militar 201, situada no Tajiquistão, em meio à ofensiva talibã contra forças do governo afegão.

“A base militar 201 recebeu os últimos rifles de assalto Kalashnikov AK-12, pistolas Yarygin [MP-443 Grach] em lugar das Makarov PM, modernos rifles de franco-atirador ASVK-M de grande calibre, lança-chamas com maior alcance e sistemas de defesa aérea portátil Verba”, informou o serviço de imprensa do Distrito Militar Central da Rússia.

Todas as armas foram utilizadas durante exercícios conjuntos da Rússia, Uzbequistão e Tajiquistão realizados na região de 5 a 10 de agosto, no campo de tiro de Kharbmaidon, a cerca de 20 quilómetros da fronteira com o Afeganistão, conforme o ministério russo.

A base 201, a maior das instalações militares que a Rússia mantém no estrangeiro, poderá operar até o ano de 2042 no âmbito do acordo celebrado em 2012.

Afegãos repelem ofensiva talibã a Mazar-i-Sharif

O Exército do Afeganistão conseguiu repelir as tentativas do Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) de se aproximar de Mazar-i-Sharif, capital da província de Bactro, no norte do país, informou o representante militar.

Segundo seus dados, na segunda-feira (9), os talibãs tentaram romper a linha de defesa no distrito de Dihdadi e capturar uma posição importante no distrito de Nahr-e Shahi. Em resultado do combate, os soldados das forças governamentais liquidaram mais de 80 militantes, uma base, bem como destruíram estoques de equipamentos e explosivos.

Militantes do grupo insurgente Talibã
© AP PHOTO / TARIQ ACHAKZAI Militantes do grupo insurgente Talibã

Durante anos, no Afeganistão continua um enfrentamento militar entre forças governamentais e militantes jihadistas. Anteriormente, os talibãs declararam que a situação na região saiu totalmente do controle das autoridades e anunciaram sua vitória próxima.

Os militantes do Talibã têm avançado por todo o Afeganistão nos últimos meses, supostamente capturando mais de 90% do território afegão – informação contestada por Cabul.

No dia 8 de agosto, os talibãs anunciaram a captura das cidades de Kunduz, Sar-e Pul e de uma série de territórios ao redor. A cidade de Kunduz é uma área-chave defendida contra a tomada pelos talibãs pelas tropas ocidentais ao longo dos anos. Mesmo assim, Cabul negou informações sobre a perda do controle sobre a cidade.

Fonte: Sputnik Brasil