Semob recebe Startup Salvar para treinamento sobre uso de filtro antiviral nos ônibus com ar condicionado

Foto: Divulgação

Projeto pioneiro treinou agentes de trânsito para  inspeção dos equipamentos instalados nos ônibus de Salvador

Cerca de 25 agentes de trânsito da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana de Salvador (Semob) receberam treinamento da Startup Salvar para fiscalização dos filtros de ar condicionado, que retém 99,9% de carga viral, incluindo o novo coronavirus, além de fungos e bactérias, nos ônibus coletivos da cidade. Essa é a primeira turma de fiscais qualificados para inspeção desse projeto que tem Salvador como cidade pioneira no desenvolvimento de uma solução completa de purificação do ar em transportes coletivos.

O treinamento contou com dois momentos, uma apresentação do equipamento pelo CEO da Salvar, Loyola Neto, e uma demonstração prática de como o filtro funciona nos ônibus, sua instalação, validade e manutenção. Os agentes acompanharam o procedimento em ônibus de duas empresas, a OT Trans e a Plataforma, que contam com modelos diferentes de ar condicionado.

De acordo com o coordenador de fiscalização de transporte da Semob, Rogério Baraúna, a iniciativa organizada pela Semob, com apoio do Secretário de Mobilidade Urbana de Salvador, Fabrízzio Müller, visa reforçar os cuidados com o transporte coletivo e ajudar a manter a população mais segura. “Por ser uma tecnologia nova, precisamos capacitar nossa equipe a avaliar e entender tecnicamente como o filtro funciona, qual sua vida útil e o período de manutenção, para manter a qualidade da barreira filtrante e garantir um ar mais puro e saudável circulando dentro dos ônibus”, afirma Baraúna.

Os veículos que contarem com a proteção do filtro Salvar serão identificados com o selo Ponto Azul, que assegura a instalação do equipamento original. 92 ônibus da OT Trans que operam com ar condicionado e circulam por 15 linhas da cidade já contam com o filtro instalado. Também está em fase de testes e validação a aplicação do filtro no metrô de Salvador e em outras linhas de ônibus.

“Por sua natureza coletiva, o ônibus é um dos maiores riscos diários de contaminação da Covid-19. A solução que desenvolvemos teve sua eficácia na inativação do vírus atestada em laboratório e a aplicação nos ônibus foi validada após três meses de estudo junto a equipe técnica de refrigeração da OT Trans”, afirma Loyola neto.

O filtro, que também pode ser instalado em diversos modelos de aparelhos de ar condicionado domésticos e industriais, foi desenvolvido por meio de parceria entre a startup Salvar (BA), a unidade da organização social da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) e o Senai Cimatec