Sistema produtivo do leite gera renda para famílias agricultoras e desenvolvimento para o município de Lagoa Real

Foto: Divulgação

Agricultores e agricultores familiares do município de Lagoa Real e municípios circunvizinhos, que atuam no sistema produtivo do leite, estão colhendo os frutos dos investimentos do Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, a partir de convênio, da ordem de R$ 3,2 milhões, com a Cooperativa dos Produtores de Leite e Cereais de Lagoa Real.

A iniciativa inclui, entre outras ações, os procedimentos para o melhoramento genético do rebanho com inseminação artificial e melhoria na estrutura para a higiene, ordenha e alimentação do rebanho, nas propriedades das 98 famílias atendidas diretamente pela ação. Faz ainda parte do projeto, que indiretamente beneficia um total de 150 famílias, assistência técnica e extensão rural (Ater), assistência técnica em gestão (Ateg) e aquisição de equipamentos, com novas tecnologias, que estão viabilizando e qualificando a produção, não só do leite pasteurizado, mas também de iogurte, queijo e manteiga, comercializados em Lagoa Real e em municípios vizinhos.

José Anselmo de Freitas Júnior, presidente da cooperativa, explica que a cooperativa, que existe há 24 anos e a cerca de 17 anos funciona, efetivamente, com o objetivo de atender prioritariamente os produtores da agricultura familiar, praticamente, 100% dos produtores do território Sertão Produtivo. Ele conta ainda que a capacidade instalada de processamento da agroindústria é de até 15 mil litros de leite por dia.

“O suporte que temos, e, principalmente, a ação do veterinário junto aos produtores, [para suprir] uma deficiência que é a da assistência técnica, foi muito importante, com relação à qualidade genética do rebanho, com inseminação artificial e no próprio dia a dia dos produtores com os animais. A gente hoje já tem animais nascidos nas propriedades com a produção de 30 a 35 litros, por conta desse trabalho de melhoramento genético do rebanho, de cerca de três anos. Antes ficava na faixa de 10 litros”, destacou José Anselmo.

De acordo com o prefeito de Lagoa Real, Pedro Cardoso Castro, os recursos que estão sendo investidos na cooperativa ajudam em todos os sentidos, pois a cooperativa vem atendendo ao pequeno produtor na aquisição do leite e no fornecimento de estrutura e no acompanhamento técnico, a exemplo do suporte em medicina Veterinária, com a realização de atendimentos aos produtores. Ele conta também que, com os novos equipamentos que serão adquiridos, a partir dos recursos do Bahia Produtiva, a cooperativa conseguirá ajudar mais aos cooperados e aos pequenos produtores, especialmente na alimentação do gado, para aumentar a produção do leite.

“O retorno é exatamente a geração de emprego no município. Se o produtor entrega o leite, ele recebe a remuneração por essa entrega. O leite é distribuído no município através do Programa de Aquisição de Alimentos – Leite (PAA Leite), para as pessoas carentes, e eles entregam também para a gente complementar a alimentação escolar dos alunos”, ressaltou o prefeito de Lagoa Real, que observou que o resultado dessa ação é também o da movimentação e do crescimento da economia, com o dinheiro da venda do leite circulando no município.

 

Bahia Produtiva 

O Bahia Produtiva é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), cofinanciado pelo Banco Mundial.

Ascom SDR/CAR