‘Situação preocupante’: Putin, Merkel e Macron falam sobre falta de progresso na região de Donbass

EUROPA

Sputnik – Os presidentes francês e russo e a chanceler alemã concordaram com a importância de implementar compromissos existentes e incumbiram entidades diplomáticas para intensificarem contatos entre os representantes do Quarteto da Normandia.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente da França, Emmanuel Macron, discutiram nesta segunda-feira (11), durante conversa telefônica, a falta de progresso na resolução do conflito na região de Donbass, dividida geograficamente entre a Rússia e a Ucrânia.

“A situação preocupante relacionada à falta de progresso na resolução do conflito na Ucrânia foi examinada minuciosamente”, disse comunicado do serviço de imprensa do Kremlin.

Na conversa, Putin observou que Kiev continua a se esquivar tanto de suas obrigações nos termos dos Acordos de Minsk, firmados em fevereiro de 2015, quanto dos compromissos assumidos durante as cúpulas do Quarteto da Normandia (Rússia, Alemanha, França e Ucrânia), incluindo a reunião em 9 de dezembro de 2019 em Paris.

Desde abril de 2014, a Ucrânia realiza uma operação contra as milícias em Donbass onde foram proclamadas a República Popular de Donetsk (RPD) e a República Popular de Lugansk (RPL), em resposta à violenta mudança de governo ocorrida em fevereiro daquele ano.

Os Acordos de Minsk lançaram as bases para uma solução política para o conflito, mas até agora não resultaram na cessação da violência. O Quarteto da Normandia e o Grupo de Contato Trilateral (TCG, na sigla em inglês) são as principais plataformas de consulta que buscam resolver o conflito entre o governo ucraniano e as milícias.

Casas no povoado da mina Glubokaya, em Donbass, praticamente abandonadas após início das ações militares na região.
© SPUTNIK / SERGEI AVERIN
Casas no povoado da mina Glubokaya, em Donbass, praticamente abandonadas após início das ações militares na região.

Reforço na comunicação

Merkel, Macron e Putin concordaram com a importância de implementar os compromissos existentes e incumbiram seus assessores políticos e entidades diplomáticas para intensificarem os contatos entre os representantes do Quarteto da Normandia.

Em particular, os países acordaram que seus Ministérios das Relações Exteriores vão se concentrar em realizar reunião entre os quatro países em nível ministerial, enquanto se estudam as premissas para uma eventual cúpula entre os líderes dos respectivos países.

Durante a conversa, Macron, Putin e Merkel também discutiram várias questões internacionais, incluindo a luta contra o terrorismo na África.