Startup baiana “Salvar” fica entre finalistas do VII Prêmio de Inovação Fleury

Foto: Bruno Costa/ Divulgação

A Startup baiana Salvar, que produz filtros biocidas e anticovid para aparelhos de ar condicionado, ficou entre as 5 finalistas da VII Edição do Prêmio de Inovação do Grupo Fleury na categoria de inovações tecnológicas. O prêmio de abrangência nacional reuniu iniciativas de diversos estados com o objetivo de reconhecer profissionais e empresas que criaram e conduziram iniciativas inovadoras com soluções voltadas para as adversidades decorrentes da pandemia.

O filtro tem capacidade de inativar 99,999% de vírus, incluindo o novo coronavírus, e reter até 70% de bactérias e fungos presentes em ambientes fechados e climatizados. A ideia partiu do empresário Loyola Neto e foi desenvolvida junto ao Senai Cimatec com apoio da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII). Em pouco mais de 8 meses o filtro já está presente em cerca de 12 estados, com quase 20 mil unidades instaladas, incluindo o SEBRAE nacional.

A Startup Salvar foi classificada na final do Prêmio Fleury e contou com vários feedbacks positivos da comissão de avaliação:

“Acredito que poderá ajudar não só no cenário Covid, mas também nos cenários prevenção a doenças respiratórias e outras forma de vírus que possam vir a existir.”

 “Sensacional! Parabéns pela iniciativa e pela coragem em se reinventar em um momento tão desafiador.”

“Gostei muito da iniciativa do pesquisador. É realmente um produto original, que pode agregar bastante à sociedade no combate à COVID.”