Tá cansado? Entenda por que o seu cérebro precisa relaxar

Foto: Reprodução/ IBGH

O mês de dezembro é marcado por confraternizações, balanços e reencontros, mas, também por ser o último mês do ano é um mês marcado pelo encerramento de ciclos e, em muitos casos, de cansaço físico e emocional.

O que acontece quando não fazemos pausas?

Segundo Livia Ciacci, neurocientista do Supera – Ginástica para o cérebro, a exposição a longos períodos sem pausa – sejam horas trabalhando ou anos sem férias, proporciona tensão física e o cansaço mental motivado pela rotina repetitiva e a pressão dos prazos e deveres. “A pessoa se mantém em um ritmo de cobrança constante e vai se tornando cada vez mais sensível aos estímulos, levando por exemplo a irritações em circunstâncias que normalmente não se irritaria”, alertou.

Ainda segundo a especialista, essa situação vai se mantendo, e então tudo que é interpretado como pressão do ambiente o cérebro passa a entender como ameaça.

“Isso leva a um aumento do estado de alerta, o cérebro manda o corpo liberar hormônios, como a adrenalina por exemplo, que faz com que os músculos se contraiam. Músculos contraídos comprimem nervos, levando ao surgimento de dores no corpo. Os pensamentos acelerados começam a alterar a qualidade do sono porque, nessas condições, o cérebro não consegue passar pelas fases normais do sono, não conseguindo, de fato, descansar e começam a aparecer as mudanças comportamentais, como perda de interesse em coisas que davam prazer e outros sintomas de ansiedade”, detalhou

 

Desacelerando em 3,2,1…

Ainda não se convenceu de que precisa de pausas? A neurocientista do Supera, Livia Ciacci, listou 5 benefícios para o cérebro descansado, veja:

1.   Você toma melhores decisões.

Vários experimentos demonstraram que a fadiga faz com que nossas decisões sejam ruins e isso é levado muito a sério em algumas profissões, como os pilotos de avião.

2.   Você memoriza com mais facilidade.

As emoções e o estado de ânimo influenciam diretamente na capacidade de memorização de episódios e informações, quanto mais cansado, menos memória.

3.   Você é mais criativo.

Criatividade é uma ação que depende de processamentos em segundo plano, fora da consciência, e eles acontecem principalmente nos momentos de descanso.

4.   Você previne o Alzheimer.

Manter um ritmo saudável de descanso e sono facilita os processos de limpeza dos restos metabólicos que ficam no tecido cerebral após atividade mental intensa, e isso previne desordens como o Alzheimer.

5.   Você terá mais amigos.

Um cérebro descansado é mais bem-humorado e será capaz de socializar melhor, uma vez que terá mais chances de ver a vida com empolgação!

A importância do treino cognitivo

Uma das formas de descansar o cérebro é proporcionar a ele estímulos diferentes, que estão fora da rotina. Além de oferecer mais raciocínio, memória e agilidade, a prática de ginástica para o cérebro contribui de forma significativa para ampliar a performance em diferentes faixas etárias “A atividade mental não é suficiente para gerar mudanças de neuroplasticidade, para construir vias expressas, da mesma forma que o esforço mental faz. Para ir além da mera atividade mental, para gerar uma mudança significativa no cérebro, é preciso exercitá-lo. Neste sentido a prática de ginástica cerebral tem um grande impacto, fortalecendo o cérebro e o deixando apto para enfrentar novos desafios, também em 2022”, concluiu a especialista.