Valmir pede empenho do Congresso para aprovar auxílio emergencial de R$600

Foto: Divulgação

Defensor do auxílio emergencial de R$600, o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) divulgou vídeo, essa semana, onde questiona os parlamentares do ‘Centrão’ pelo apoio ao governo Bolsonaro (sem partido) e reforça o pedido para tirar o presidente do poder. O deputado baiano declara que o governo federal “é uma tragédia” e que os deputados “devem escutar o clamor do povo por fora Bolsonaro”.

“Um governo que na área do Ministério da Fazenda, 16 pessoas já entregaram o cargo, o presidente do Banco do Brasil já entregou o cargo, nós passamos 15 dias com dois ministros da Saúde, os prefeitos e governadores não sabiam, e ainda não sabem, com quem conversar. Agora, Bolsonaro dá posse a um ministro sem demitir o outro, sem publicar no diário oficial”, relata Valmir.

Segundo o petista, o governo federal não enxerga as 300 mil pessoas que já morreram por conta da covid-19, e ainda questiona o que faz um conjunto de deputados darem sustentação a um governo como o dele. “É preciso escutarmos o clamor do povo, que é fora Bolsonaro, o clamor do povo é por emergencial de R$600”, relata.

Em relação ao auxílio emergencial, Assunção completa dizendo que “é muito fácil para quem ganha R$40 mil por mês, R$33 mil por mês chegar e dizer que o emergencial tem de ser de R$150”, declara. Ele ainda diz que foi comprovado que os R$600 dão para as pessoas viverem e que os deputados devem se empenhar para que esse valor seja aprovado. “Os deputados não podem ser coniventes com a tragédia nacional e desmoralização do país que representa esse governo de Bolsonaro”.

Ascom do deputado Valmir Assunção