Vereador denuncia crime ambiental após vazamento de lixo em Camaçari

Foto Ascom PT

Um grande vazamento de chorume, líquido tóxico resultante da decomposição de matéria orgânica, foi identificado desde a última quinta-feira, 28, no aterro sanitário da cidade de Camaçari, de responsabilidade da empresa Naturalle, e pode causar danos ambientais para todo o município. O vereador Tagner Cerqueira, do PT, denunciou o caso à Polícia Ambiental na sexta-feira, 29, e também pediu apoio do Inema para apurar a situação e monitorar o vazamento.

Viaturas policiais foram ao local juntamente com técnicos ambientais do estado para apurar a investigação sobre o vazamento do chorume. De acordo com o vereador, existe o risco de contaminação do lençol freático e da fauna e flora local.  “Mais um crime ambiental que acontece em Camaçari e agora a gente precisa encontrar os responsáveis que fazem a gestão do aterro. É um dano irreparável, já contaminou o solo, algumas lagoas e até um rio aqui próximo do aterro. Coincidentemente amanheceu o Rio Capivara com diversos peixes mortos”, disse o vereador.

A Prefeitura de Camaçari ainda não se manifestou sobre o assunto.