Arreaza acusa EUA de usarem Venezuela para abafar ‘fracassos’ americanos no combate à COVID-19

AMÉRICAS

Na quarta-feira (29), o ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, pediu para o governo dos EUA deixar de usar a Venezuela “para ocultar suas culpas e fracassos” na luta contra o coronavírus.

O chanceler venezuelano relembrou ao secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, as estatísticas “dolorosas” de mortes e infecções pela COVID-19 em solo norte-americano.

Secretário Mike Pompeo: a pandemia ter superado nos EUA um milhão de casos, com mais de 60 mil dolorosas mortes, e a sua economia estar sofrendo as consequências, é responsabilidade exclusiva do seu governo. Deixe de usar a Venezuela para ocultar suas culpas e fracassos.

Jorge Arreaza enfatizou também que “uma pandemia tão grave não é combatida fabricando conspirações, nem prescrevendo desinfetantes”.

“A Marinha dos EUA deveria resolver seus casos de contágio e não arriscar [a vida dos] seus efetivos em operações fictícias de distração mediática”, escreveu o chanceler venezuelano.

Ao contrário do que acontece com a pandemia nos EUA, Arreaza ressaltou que na Venezuela, com uma rede nacional de saúde pública gratuita e preocupação oportuna do governo em lidar com a COVID-19, o país sul-americano alcançou uma taxa de recuperação de 43% e 0,3% morte por milhão de habitantes.

Estados Unidos continuam sendo o país com maior número de casos de infectados pelo coronavírus no mundo, com 1.040.488, de acordo com os dados da Universidade Johns Hopkins. Além disso, o número de mortes está beirando os 61.000.

Sputnik

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui