Bahia realiza consulta pública para PPP do Hospital Metropolitano

Foto: Reprodução/Sesab

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) realiza uma consulta pública para concessão administrativa da implantação, gestão, operação e ampliação do Hospital Metropolitano. A Parceria Público-Privada (PPP) terá duração por um período de 10 anos.

Localizado em Lauro de Freitas, o hospital terá 330 leitos, sendo 75 de UTI, dez salas cirúrgicas, serviço de hemodinâmica, unidade de emergência 24 horas referenciada e serviços diagnósticos — laboratório, radiologia, ultrassonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética e medicina nuclear. A unidade deverá dispor de equipe multiprofissional de referência nas diversas áreas da alta complexidade em que atua.

Entre obras e equipamentos, o Hospital Metropolitano recebeu investimentos superiores a R$ 173 milhões. Um dos destaques do projeto é a Unidade de Atenção ao Acidente Vascular Cerebral (UAVC), que atenderá pacientes com casos isquêmicos, hemorrágicos ou acometidos por ataque isquêmico transitório na fase aguda, ofertando tratamento trombolítico venoso, reabilitação precoce e investigação etiológica completa.

A primeira audiência da Consulta Pública nº 003/2020 será realizada em 14 de janeiro de 2021, às 9h, na Sala de Licitações da Sesab. Os estudos técnicos, edital, contrato e anexos podem ser acessados no site da Sesab. Os documentos também podem ser obtidos na sede da Sesab ou pelo e-mail dlc.licitacao@saude.ba.gov.br. Mais informações podem ser obtidas por meio dos telefones (71) 3115-4195/9693.

Experiências exitosas

A Bahia é referência nacional em Parcerias Público-Privadas na área da saúde. Os cases do Hospital do Subúrbio, da PPP de Imagem e do Instituto Couto Maia são as três PPPs vigentes. “A Bahia tem investido nos últimos anos em modelos de gestão com foco no resultado e uma das característica do contrato de PPP é que parte da remuneração está vinculada à sua performance e a agilidade na execução, o que garante a qualidade na prestação do serviço”, pontua o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas.

Com a PPP de Imagem, o Governo da Bahia ampliou a capacidade de atendimento à população, reduziu custos e promoveu melhorias nos serviços prestados, como maior precisão do diagnóstico e agilidade na entrega dos resultados. Foram investidos mais de R$ 120 milhões entre obras e aquisição de equipamentos, tais como ressonância magnética, tomógrafos, raios-x e mamógrafos. Os resultados são expressivos, com mais de 1,5 milhão de exames realizados desde o início da operação em 2016.

“Os exames ambulatoriais são laudados no máximo em 48 horas, enquanto os exames de urgência e emergência, em uma hora, sendo o tempo máximo admitido de duas horas. Isso é mais ágil que qualquer clínica ou hospital privado”, ressalta o secretário. Atualmente, a PPP de Imagem atua em 11 unidades estaduais.

Fonte: Ascom/Sesab

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui