Biden nomeará ex-chefe do Comando Central para assumir Departamento de Defesa

© REUTERS / Jonathan Ernst

O presidente eleito dos EUA, Joe Biden, deve nomear o ex-comandante do Comando Central, general aposentado do Exército Lloyd Austin, para ser seu secretário de Defesa.

A informação foi anunciada pelo portal Politico, citando três pessoas familiarizadas ao assunto. Ele seria o primeiro negro a ser chefe do Pentágono, se confirmado no cargo.

O portal publicou nesta segunda-feira (7) que Biden também considerou o ex-secretário de Segurança Interna Jeh Johnson para o cargo, mas havia preocupações sobre seu histórico de expandir a detenção de famílias, acelerar deportações e aprovar ataques de drones contra civis.

Duas pessoas, incluindo um assessor democrata na Câmara, disseram que as preocupações persistentes sobre o trabalho de Johnson no governo de Barack Obama melhoraram a posição de Austin entre os membros do governo.

O presidente Barack Obama sentado ao lado do general Lloyd Austin III, durante reunião com os principais líderes militares de seu governo
© REUTERS / LARRY DOWNING O presidente Barack Obama sentado ao lado do general Lloyd Austin III, durante reunião com os principais líderes militares de seu governo

A decisão foi tomada duas semanas depois de Biden ter anunciado os outros membros de sua equipe de segurança nacional. Embora Michèle Flournoy, que foi amplamente vista como a escolha de Hillary Clinton para secretária da Defesa caso ela tivesse vencido a eleição em 2016, tenha sido inicialmente vista como a escolhida para o cargo, Biden está sob pressão crescente para nomear um negro para ser seu secretário de defesa.

A equipe de Biden viu Austin como a escolha segura, disse um ex-oficial do setor de Defesa, acrescentando que o general aposentado é considerado um bom soldado que cumpriria a agenda do presidente eleito.

 

Fonte:  Sputnik Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui