“Bolsonaro castiga a classe média e os mais pobres”, afirma Éden Valadares

Foto João Valadares/ Divulgação

O presidente do Partido dos Trabalhadores, Éden Valadares, criticou a condução da gestão do presidente Jair Bolsonaro, que trouxe inúmeros retrocessos ao Brasil, como o aumento do desemprego, que chegou ao patamar histórico de quase 15 milhões de desempregados, a volta do país ao mapa da fome e alta do preço dos alimentos, que representou o terceiro maior fator para aumento da inflação.

“Bolsonaro castiga a classe média e os mais pobres. Com ele, só cresce no Brasil a inflação, o dólar, os juros, a dívida, o gás, a fome, desemprego, gasolina, aluguel, plano de saúde”, disse o presidente do PT Bahia.

Éden afirmou ainda que, além da incapacidade para gerir o país, falta humanidade a Bolsonaro, sobretudo pela forma como ele tem conduzido a crise sanitária. “Falta empatia a Bolsonaro. Além de incentivar o uso de medicações sem eficácia comprovada para tratamento da Covid, ignorar a gravidade da pandemia e promover aglomerações, Bolsonaro foi incapaz de visitar qualquer hospital em sinal de solidariedade às vítimas da doença”.

 

Ascom PT Bahia