Bolsonaro mobiliza o que há de pior no Brasil, por Jânio de Freitas

Postado em 16/07/2018 10:45 - Atualizado em: 16/07/2018 10:45
Share Button
Jornal GGN – “Esses marginais que cometeram esse crime [morte de um açambarcador de terras] não merecem lei, não. Merecem é bala”, disse Jair Bolsonaro, durante um discurso no sul do Pará.
“Bolsonaro está levando pelo país afora, com maior presença nas áreas mais conturbadas, a sua pregação da violência e da arma como “um direito dos cidadãos”, em detrimento das condutas legais. É propaganda contra a Constituição”, escreveu Jânio de Freitas, em sua coluna para a Folha de S.Paulo deste domingo (15).
E sentindo-se livre para defender e incentivar publicamente assassinatos, o pré-candidato à Presidência passa longe do risco de ser processado criminalmente ou preso. “Bolsonaro jamais correu tal risco, nem qualquer outro decorrente de leis. Desde o início como agitador da violência, quando usou a então mulher para ameaçar com o corte explosivo da água para o Rio, caso sua turma de tenentes não recebesse aumento, Bolsonaro aplica à vontade a sua vocação”, afirmou Janio.
“Para ele não há Procuradoria-Geral da República, Ministério Público, Judiciário, como não houve Justiça Militar. Há pouco, o comandante do Exército posou com o pré-candidato para foto logo incluída na campanha eleitoral”, apontou, concluindo: “Bolsonaro mobiliza o que há de pior no Brasil”.
Share Button