Boris Johnson anuncia 3º lockdown no Reino Unido

© AP Photo / Pool

Em discurso televisivo realizado às 20h00 (17h00 no horário de Brasília), o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou a introdução do terceiro lockdown em todo o Reino Unido, após novo pico de casos confirmados de COVID-19.

Mais de 50 mil novos casos de COVID-19 foram registrados no Reino Unido no domingo (3), apesar de quase todo o país estar sob os dois níveis mais severos de restrições impostas pelo governo e já ter quase um milhão de pessoas imunizadas contra o vírus na campanha de vacinação em massa.

O anúncio do premiê Johnson nesta segunda-feira (4) impõe um novo bloqueio nacional ao Reino Unido, o que inclui o fechamento de todas as escolas, em meio à disseminação de uma nova cepa do vírus SARS-CoV-2, que causa a COVID-19. O premiê afirmou no discurso que a cepa é considerada mais transmissível.

“Na Inglaterra, devemos […] entrar em um lockdown nacional, que é forte o suficiente para conter essa variante. Isso significa que o governo está mais uma vez instruindo você a ficar em casa”, disse Johnson em um discurso à nação.

O premiê britânico relatou ainda que os hospitais do Reino Unido “estão sob mais pressão da COVID-19 do que em qualquer momento desde o início da pandemia”, acrescentando que o NHS, o SUS britânico, corre o risco de ser sobrecarregado em 21 dias sem as novas medidas.

Fila fora do supermercado de Waitrose and Partners durante a pandemia do coronavírus, Londres, Reino Unido, 22 de dezembro de 2020
© REUTERS / HANNAH MCKAY Fila fora do supermercado de Waitrose and Partners durante a pandemia do coronavírus, Londres, Reino Unido, 22 de dezembro de 2020
No discurso, Johnson detalhou que a obrigação legal de ficar em casa terá exceções para atividades permitidas, como comprar itens essenciais, trabalhar, fazer exercícios, obter ajuda médica ou escapar de violência doméstica. Se tudo correr de acordo com o plano, de acordo com o premiê, as escolas poderão reabrir na segunda metade de fevereiro.

Duas vacinas contra a COVID-19 já estão sendo aplicadas no Reino Unido, a primeira das farmacêuticas Pfizer e BioNTech, e a segunda da farmacêutica AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford. Até o dia 27 de fevereiro, pelo menos 945 mil doses da vacina da Pfizer já haviam sido aplicadas no país.

O Reino Unido segue como um dos países mais afetados pela pandemia. Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, o país já confirmou mais de 2,7 milhões de casos da doença e 75.544 mortes causadas pela COVID-19.

 

Fonte: Sputnik Brasil

20 COMENTÁRIOS

  1. An outstanding share! I have just forwarded this onto a friend who
    has been conducting a little homework on this.
    And he actually bought me dinner due to the fact that I found
    it for him… lol. So allow me to reword this….
    Thanks for the meal!! But yeah, thanx for
    spending some time to talk about this matter here on your website.

    Also visit my website :: http://e-Hp.info/mitsuike/4-bbs/bbs/m-123y.cgi?id=1&post=1&amp&comment=000587

  2. A fascinating discussion is worth comment. I do believe that you need
    to write more on this subject, it may not be a taboo subject but typically
    folks don’t speak about such topics. To the next! Best
    wishes!!

  3. Hey there! Quick question that’s totally off topic. Do you know how
    to make your site mobile friendly? My site looks weird
    when viewing from my apple iphone. I’m trying to find
    a theme or plugin that might be able to resolve this problem.
    If you have any suggestions, please share. Cheers!

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui