Caiado rompe com Bolsonaro: “não tem postura de governante”

(Reprodução/TV Anhanguera)

“Um estadista tem de assumir as falhas”

O governado de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), criticou nesta quarta-feira 25/III o pronunciamento de Jair Bolsonaro, no qual ele sugeria a “volta à normalidade” e o fim do “confinamento em massa”, em meio à pandemia do novo coronavírus.

“Fui aliado de primeira hora, durante todo tempo, mas não posso admitir que venha agora um presidente da República lavar as mãos e responsabilizar outras pessoas por um colapso econômico ou pela falência de empregos que amanhã venha a acontecer. Não faz parte da postura de um governante”, disse Caiado.

“Um estadista tem que ter a coragem de assumir as falhas. Não tem de responsabilizar as outras pessoas. Assuma a sua parcela”, completou.

Caiado frisou ainda que não hesitará em tomar decisões para conter a disseminação do coronavírus. “As medidas serão duras. Se decisões tiver de tomar, eu as tomarei ao lado dos poderes constituídos Goiás como sempre faço, respeitando a população do meu estado”, finalizou.

Assista à íntegra do pronunciamento de Ronaldo Caiado:

Conversa Afiada

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui