Deputado quer políticas para moradia na Bahia

Postado em 08/08/2018 15:42 - Atualizado em: 08/08/2018 15:43
Share Button

A luta por moradia na Bahia tem causado debates em diferentes regiões do estado e uma plenária em Salvador, na última segunda-feira (7), elevou as discussões com os movimentos dos Sem Teto de Salvador (MSTS) e dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). O encontro foi convocado pelo deputado federal Valmir Assunção (PT-BA), contou com lideranças de municípios do interior, de bairros da capital e de representantes de frentes sobre o assunto para construir políticas públicas que beneficiem milhares de pessoas que não possuem casa própria. “Existem inúmeros imóveis ociosos e que podem servir de moradias para as famílias que não têm onde morar. Vamos pautar isso como fundamental ação para suprir o déficit habitacional existe na Bahia”, salienta Valmir.

O deputado federal busca a reeleição no pleito deste ano e tem tratado das demandas de movimentos sociais que foram esquecidas depois do impedimento da presidente Dilma Rousseff (PT). Assunção diz que as contribuições da plenária envolveram pautas para o mandato, ações e estratégias para as pré-campanhas deste ano. “Também defendemos a liberdade do ex-presidente Lula, para que ele possa auxiliar na construção de novas medidas para o povo pobre sair dessa condição de extrema pobreza”, completa. Presente ao encontro, o dirigente do MSTS e MTST, Jhones Bastos, também lembra que é fundamental retomar as políticas que foram suprimidas pelo governo de Michel Temer (MDB) e destaca a união dos trabalhos entre o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) com os movimentos que lutam por reforma urbana.

“Os sem-terra lutam por reforma agrária e os sem-teto por reforma urbana. O movimento dos sem-teto tem a tarefa de apoiar Valmir (federal) e Jacó (estadual) pois ambos estão na luta por moradia. O golpe impediu que continuássemos construindo ações de interesse social. Perdemos direitos, e o direito à moradia está garantido no artigo sexto da Constituição Federal e precisamos seguir lutando”, salienta Bastos. Ele também diz que existem vários problemas na construção de residências do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ atualmente e que essas unidades ociosas podem servir para quem mais precisa.

O movimento ainda apresentou propostas que podem ser inseridas no Programa de Governo Participativo do governador e pré-candidato à reeleição Rui Costa (PT). Estiveram na plenária em Salvador, o presidente do Psol na Bahia, Fábio Nogueira, o ex-deputado Yulo Oiticica, a secretária de Movimentos Populares do PT da Bahia, Danielle Ferreira, e o pré-candidato a deputado estadual Mário Jacó.

Vitor Fernandes 

Share Button